Últimas Notícias

Como gerenciar as finanças de um MEI?

De acordo com a PGFN, o Brasil conta com 1,8 milhões de companhias inscritas na dívida ativa da União por débitos do Simples. Para se ter uma ideia, 160 mil são microempreendedores individuais.

Para evitar problemas com as finanças e não fazer parte desse grupo, continue lendo este artigo. Separamos diversas dicas para que você aprenda como organizar as finanças de um MEI, garantindo tranquilidade e eficiência para a sua rotina.

Como gerenciar as finanças de um MEI? 

A partir de agora, mostraremos diversas dicas para que você aprenda como organizar as finanças da sua empresa. Acompanhe!

Faça um planejamento financeiro 

O planejamento financeiro é fundamental para qualquer empreendedor, independente da área em que ele atua. Por meio desse documento, você consegue tomar decisões mais assertivas para o seu negócio.

Um documento de qualidade é aquele que contém as seguintes informações: previsão de faturamento, expectativa de gastos fixos, adicionando o pagamento de impostos (guia DAS) e quais serão as ferramentas contratadas para potencializar a gestão do negócio.

Não misture as finanças pessoais com as da empresa 

Um dos erros mais comuns, principalmente no início de uma empresa, é quando o empreendedor tem o hábito de misturar as finanças pessoais e empresariais. Isso ocorre quando o negócio ainda não consegue gerar receita necessária para se manter. Para impedir esse tipo de cenário, recomendamos que você faça um planejamento financeiro.

O ideal é separar as contas pessoas e da empresa. Para isso, abra uma conta corrente PJ. Existem diversas instituições financeiras digitais que oferecem vantagens exclusivas para os empreendedores.

Ao contrário do que grande parte das pessoas imagina, não há uma legislação que exige a abertura de uma conta digital, porém, a separação é fundamental para organizar as finanças da empresa com mais eficiência.

Registre todas as movimentações financeiras 

Para controlar as finanças do seu negócio, o primeiro passo é organizar todas as movimentações do empreendimento. Você deve documentar e registrar cada operação, seja entrada ou saída.

Uma forma de deixar esse processo mais prático é estudar bastante sobre fluxo de caixa e, se possível, contrate uma ferramenta para ajudar nessa etapa.

De forma resumida, é fundamental registrar os seguintes pontos.

  • Data da negociação;
  • Cliente;
  • Produto ou serviço vendido;
  • Valor;
  • Forma de pagamento;
  • Se o pagamento foi efetuado.

Da mesma maneira, é fundamental anotar todos os seus custos e gastos com o negócio. Também anote os dados básicos, acompanhando a mesma estrutura das entregadas.

Assim, será possível iniciar a organização do seu fluxo de caixa e potencializar o controle financeiro da sua empresa. A partir daí, será mais fácil tomar decisões mais assertivas em sua rotina.

Faça os pagamentos em dia 

Nunca é demais lembrar o quanto é importante fazer o pagamento das suas contas em dia. Ao atrasar as contas, o seu negócio sofrerá com multas e juros que podem comprometer o planejamento financeiro.

Estude sobre controle financeiro

Atualmente, você pode encontrar várias plataformas de cursos online, canais no Youtube, aplicativos e outras ferramentas que compartilham informações sobre controle financeiro.

Para ter uma vida financeira saudável, pesquise muito sobre o tema e conheça todos os termos que estão relacionados com o assunto. Aos poucos, você terá domínio sobre o conteúdo e as contas que envolvem a sua rotina.

Se você pretende estudar mais informações sobre educação financeira e investimentos em cripto, por exemplo, vale a pena contar com o apoio de profissionais e empresas que são referências no mercado, como Financial Move.

Agora que você já sabe como gerenciar as finanças de um MEI, siga-nos nas redes sociais e descubra outras dicas para potencializar os seus resultados.