Últimas Notícias

Aumenta participação do correspondente bancário no mercado

Avenida Paulista, São Paulo 23/3/2022 – Transações efetuadas por correspondentes bancários cresce, assim como transações de crédito por canais digitais. Já número de agências físicas diminui.

Número de correspondentes bancários aumenta 11,9% no Brasil, e composição das transações totais de correspondentes cresce de 4,5 bi para 5,8 bi, juntamente com aumento nas transações de créidto por canais digitas. Enquanto isso, quantidade de agências físicas diminui 10,7%.

Com a crise econômica mundial e as transformações digitais que se intensificam durante a pandemia, os serviços bancários efetuados por meios digitais estão sendo cada vez mais utilizados pelos brasileiros. Neste cenário soma-se o aumento no número de correspondentes bancários e o total de transações efetuada por estes profissionais. Já o número de agências bancárias diminui.

A mais recente pesquisa Febraban de Tecnologia Bancária mostra que a composição das transações totais de correspondentes bancários em 2019 era 4,5 bi, enquanto que em 2020 este número saltou para 5,8 bi. O aumento geral do mercado de transações bancárias foi de 20%. Os produtos de crédito são o principal foco de trabalho dos correspondentes, e a pesquisa mostra que 9 em cada 10 transações de crédito já são realizadas em canais digitais.

E segundo o jornal Estadão, os grandes bancos fecharam 1,8 mil agências em apenas 12 meses. Esta queda está alinhada com o último Relatório de Cidadania Financeira divulgado pelo Banco Central (BC), que mostra que em 2018 eram 21,2 mil agências bancárias no país, número que caiu para 18,9 mil em 2020, ou seja, uma queda de 10,7%.

Já o número de correspondentes bancários subiu 11,9%, de 118,4 mil para 210,6 mil em apenas três anos, segundo o relatório. Este cenário de crescimento da atividade do correspondente bancário pode ser uma fonte de oportunidades para muitas pessoas. Ainda segundo o Portal Mundo do Marketing, dos dos setores que vem se destacando como protagonista nessa transição do off-line para o on-line é o da correspondência bancária.

De acordo com o professor e especialista Jefferson Ribeiro da AprovaBancários.com, escola especializada em treinamento de correspondentes bancários, este cenário de crescente demanda por crédito, em conjunto com as transformações digitais e diminuição das agências bancárias faz com que os serviços do correspondente bancário se tornem cada vez mais procurados: “Os correspondentes bancários são parceiros das instituições financeiras, contratados para oferecer serviços bancários fora das agências, e um dos serviços mais rentáveis para o correspondente é a oferta de crédito”, diz o especialista.

A afirmação sobre as oportunidades neste mercado está alinhada com o crescente aumento da busca por crédito, com a evolução do mercado financeiro para os meios digitais e com a necessidade das instituições financeiras contarem com parceiros para levar seus serviços e produtos para mais pessoas, sem a necessidade de expandir suas próprias agências ou canais de atendimento.

“Algo inédito e muito importante que está acontecendo neste momento é a ascensão do correspondente bancário home office, que foi recentemente regularizado pelo Banco Central. Em 2022 já estamos vendo o começo de um grande movimento de transformação e aumento da procura por novos correspondentes, que agora são autorizados a operar de forma 100% digital. Cada dia mais negócios estão sendo fechados por meios digitais e sem a necessidade de reunião presencial ou qualquer envio de documentos físicos”, ressalta Jefferson.

Dessa forma, finalizou o especialista, já em 2022 a tendência é que mais agências físicas irão fechar e uma quantidade cada vez maior de operações de oferta de crédito serão efetuadas nos meios digitais, sendo o correspondente um agente essencial nesse cenário.

Mais informações sobre o correspondente bancário podem ser encontradas no site da AprovaBancários.com: https://aprovabancarios.com

Website: https://aprovabancarios.com