Últimas Notícias

Os benefícios da dança para a saúde

A dança está presente em nosso cotidiano, alegrando nossas festas e sendo uma atividade social bastante divertida. Para além de um costume social, essa atividade é benéfica para a saúde.

De maneira direta, podemos definir as danças como manifestações artísticas atreladas a cultura de algum povo, influenciadas pelas tradições populares e correlacionadas com estilos musicais.

Presente desde as culturas da antiguidade, a dança sempre foi importante para a humanidade. Na Grécia Antiga, a dança era considerada uma das artes cênicas. A dança também fazia parte dos jogos olímpicos. 

Elas variam conforme a cultura, sendo que cada nação apresenta diferentes formas artísticas de dança. No Egito, algumas danças eram feitas em homenagem ao deus Osíris. 

Em outras nações da antiguidade, os homens também já utilizavam as danças em rituais religiosos, para tentar conseguir alguma bênção dos deuses em que criam; as danças também já eram vistas como uma maneira de demonstrar alegria nas festas.

Os relatos históricos contam que a dança já era utilizada antes mesmo da escrita para comunicação pelos homens. Acontece que, antes da escrita, a linguagem não-verbal era utilizada para passar informações.

Isso inclui as pinturas rupestres nas cavernas, além das próprias danças. Inclusive animais as utilizavam em rituais como o de acasalamento, tentando chamar atenção de sua fêmea para procriação. 

Os primeiros habitantes do nosso planeta já sabiam utilizar a dança para se comunicarem, batendo os pés no chão. O desenvolvimento foi ocorrendo conforme os sons, surgindo as noções de ritmos.

No Brasil, nós temos diversas formas de dança, variando de região para região. No nordeste brasileiro, as mais comuns e tradicionais danças são o frevo e o forró, por exemplo. Nas demais regiões brasileiras, há outras maneiras de dançar.

Fato é que, a dança pode ser utilizada até mesmo para a comunicação não-verbal, ou seja, aquela maneira de se comunicar em que não são utilizadas palavras, mas, apenas gestos e simbolismos. 

Podemos entender que a dança tem sua importância não somente num contexto cultural, mas também na saúde física e mental de nossos corpos. Saiba os benefícios da dança para o nosso organismo e aproveite-os! 

Liberando o hormônio da alegria

Quando estamos dançando, o hormônio serotonina é liberado em nosso corpo. Esse hormônio é responsável pela sensação de prazer, satisfação e alegria, liberado em momentos agradáveis, como em uma dança.

Justamente por isso, a dança pode ser utilizada como uma aliada ao bem-estar, melhorando as condições da saúde mental de um indivíduo. Além disso, a dança ajuda a combater doenças como o mal de Alzheimer. 

Pessoas que sofrem com problemas psicológicos podem realizar atividades físicas relacionadas a dança para aumentar o nível de serotonina, o hormônio que libera a sensação de alegria. 

Trabalho nos músculos

Se você quer trabalhar os músculos do corpo, a dança é uma atividade física bastante indicada para isto. No ato de dançar, os músculos são colocados em movimento, os desenvolvendo.

Além disso, durante uma dança, muitas calorias de nosso corpo são queimadas. Com isso, a gordura ruim do organismo é eliminada de uma maneira mais rápida e fácil, diminuindo o excesso de peso (vale dar uma olhada no Bio X5, para você que deseja perder peso), que é bastante prejudicial à saúde. 

Correção da postura

Se você deseja corrigir a sua postura, a dança pode te ajudar. Más posturas levam ao desenvolvimento de problemas na coluna, que podem ser bastante prejudiciais para o bem-estar, causando desconforto e dores.

Dançar ajuda na correção da postura, dependendo dos movimentos que são praticados durante a música. Experimente começar a ter o hábito de dançar e veja os benefícios para a sua postura!

Ajuda a melhorar a flexibilidade

A flexibilidade do nosso corpo pode ser trabalhada e melhorada quando dançamos. Dançar faz o corpo inteiro entrar em movimento, mexendo todos os músculos. Por isso, o nosso corpo precisa ser mais flexível.

Se você se sente um pouco “travado”, dançar te ajudará a desenvolver flexibilidade. 

Melhorias no sistema cardiorrespiratório 

O ato de dançar ajuda a prevenir doenças no coração. Isto acontece porque a dança ajuda a melhorar a respiração, fazendo com que ela aconteça de uma maneira mais sincronizada.

O fluxo de sangue em nosso corpo também é melhorado quando estamos dançando. Isto traz inúmeros benefícios, inclusive para o nosso cérebro, que precisa tanto de oxigenação. 

Benefícios para a mente

A dança, como já citado, traz vários benefícios para a saúde de nossa mente. Além de liberar o hormônio da felicidade, conferindo-nos uma sensação de alegria e prazer, pois, as danças permitem que relacionamentos sociais fluam.

As reuniões em torno de danças proporcionam momentos de descontração e diversão, reunindo pessoas que passam a fazer novas amizades, contribuindo para o aumento da alegria de um indivíduo. 

Outros benefícios para a saúde mental da dança é a redução da ansiedade e do estresse. Todos esses sintomas benéficos estão relacionados a liberação da serotonina, o hormônio da alegria.

Quando falamos de mente, não podemos deixar de fora as habilidades de concentração e memória. 

A dança melhora o nível de concentração por quem a pratica, além de melhorar a memória. Essas habilidades cognitivas são bastante importantes para a vida social, sendo de extrema importância para um ser humano tê-las.

Os principais tipos de dança

Depois de conhecermos alguns dos benefícios para a saúde que a dança proporciona, podemos conhecer os principais tipos de dança existentes. 

A dança varia de cultura para cultura. Por exemplo, o balé é uma manifestação de dança clássica que tem origem no continente europeu, bastante difundido entre os meios mais voltados à elite. 

Existe também as danças de rua, bastante difundida entre os jovens, ocorrendo de uma maneira mais descontraída e informal. Um exemplo são as danças de gueto em ruas dos Estados Unidos.

Há também as danças de samba, comuns na região sudeste brasileira, sendo bastante queridas em reuniões familiares ou entre amigos, para a diversão das pessoas.

Muitos outros tipos de dança existem, conforme a variância cultural das nações. O fato é que: dançar faz bem para o nosso corpo!