Últimas Notícias

Neuromarketing: saiba o que é e como aplicar

Você já ouviu falar sobre o neuromarketing? Independente da sua resposta, em algum momento você já vivenciou ele, acredite. Isso porque ele está mais presente no nosso dia a dia do que podemos imaginar.

Provavelmente você já foi a pessoa que realizou uma compra por impulso e tempos depois perguntou a si mesmo o motivo pelo qual comprou determinado serviço ou produto, não é mesmo? E existem grandes chaves disso ter acontecido por influência do neuromarketing.

Buscar compreender o que influencia o comprador no momento da compra é fundamental tanto para uma empresa que realiza corte e dobra plasma, por exemplo, até mesmo para o cliente ter mais consciência sobre suas compras.

Afinal de contas, com essas informações é possível desenvolver ações muito mais eficientes para impactar o público-alvo do seu negócio de maneira positiva. E se existe uma maneira de realizar isso da melhor forma, é utilizando o neuromarketing.

Por isso, preparamos este artigo com tudo o que você precisa saber sobre esse tema, desde o seu conceito e importância até mesmo suas vantagens e maneiras de aplicá-lo em sua empresa para obter mais resultados.

O que é o neuromarketing?

O neuromarketing nada mais é do que uma área da ciência que busca estudar e entender os fatores que influenciam um consumidor no momento de realizar uma determinada compra.

Ele estuda o que leva uma pessoa a procurar por um serviço de calibração de equipamentos de medição, por exemplo, e como é o seu comportamento até realizar a contratação efetiva.

Isso é extremamente importante, pois é a partir disso que técnicas e métodos benéficos são alinhados para as atividades de uma empresa. Ainda em 2000, o neuromarketing foi registrado como uma ferramenta de marketing pelos pesquisadores.

Até mesmo nos dias de hoje seus métodos são replicados para um melhor entendimento do que acontece na cabeça de um consumidor quando decide que irá comprar determinado produto ou serviço.

Afinal de contas, tudo o que fazemos acontece a partir de uma influência, seja para adquirir uma grade para fechamento de área ou até mesmo para realizar uma viagem. E o neuromarketing surge justamente para entender como isso se aplica em nossa vida.

Para as empresas isso é essencial, pois ela consegue ter um maior controle sobre o comportamento do consumidor e, consequentemente, traçar estratégias que sejam certeiras para sua fidelização.

Entenda a importância do neuromarketing

Para entendermos a aplicação do neuromarketing de uma maneira mais simples, é preciso compreender que o processo de compra ocorre, na maioria das vezes, no subconsciente de cada consumidor.

Dessa maneira, perguntar diretamente se alguém gosta ou não de um produto ou serviço pode não gerar uma resposta absolutamente verdadeira justamente porque na hora de adquirir algo, o subconsciente dessa pessoa pode mudar sua opção completamente.

Vamos imaginar que você está em dúvida entre duas marcas de uma bobina plástico shrink que você precisa. Ao verificar as duas opções, é aplicado o neuromarketing, pois você consegue mais do que apenas a opinião pessoal da pessoa.

Observando suas atividades cerebrais é possível compreender de que maneira seu subconsciente reage a cada uma das opções apresentadas, assim fica claro qual delas produziu um impacto positivo, ou seja, com maiores chances de incentivo a compra.

Por isso o neuromarketing é tão importante, pois ele auxilia a sua empresa a entender mais sobre o comportamento do usuário e saber o que fazer para apresentar o produto ou serviço ideal para ele.

Vantagens do neuromarketing

Agora iremos abordar algumas das diversas vantagens que o neuromarketing traz para o seu negócio, podendo mudar completamente a maneira como você vê e se relaciona com os seus clientes. Confira:

Melhores tomadas de decisões

A aplicação do neuromarketing pode potencializar os resultados da sua empresa. O motivo é simples, pois ao entender a real causa, de fato, que influencia o consumidor a realizar uma compra, você tem a possibilidade de realizar ações que explorem mais esse aspecto.

Por exemplo, se o seu negócio vende acessórios hidrojato, com o neuromarketing você consegue estudar de maneira mais eficaz o comportamento do seu consumidor para saber como ajudá-lo da melhor maneira possível.

Isso auxilia na melhor tomada de decisões tanto externas, que impactam diretamente os seus clientes, quanto as internas, que são focadas na mudança de algum processo ou estratégia que vise a melhoria de seus resultados.

Produtos mais direcionados

Vamos imaginar o processo de criação de um novo produto da sua marca. Não basta apenas produzir um item inovador se ele não demonstra empatia e sinais de mudança para a sua persona.

Por exemplo, um consumidor que busca por uma chapa aço perfurada preço se sentirá bem mais atraído por uma que promete realmente resolver o problema dela, e isso só acontece quando a marca se preocupa em entender a dor daquela persona.

Partindo desse ponto, é preciso entender o que a sua persona espera do produto, ou melhor, qual tipo de produto pode fazer com que o subconsciente dela a influencie a realizar aquela compra.

Campanhas mais efetivas

O mesmo conceito citado acima também é aplicado quando o assunto são as campanhas publicitárias de uma marca. Mesmo que conheça profundamente as motivações de sua persona, é importante se atentar ao formato de divulgação utilizado.

Isso porque, em alguns casos, mesmo que isso não seja evidente, o cliente se sente mais atraído por um determinado tipo de campanha, e é preciso saber qual delas é para que a sua estratégia seja aplicada da mentira correta.

As redes sociais, marketing de influência, anúncios pagos, e-mail e marketing de relacionamento são algumas das estratégias mais utilizadas e eficazes quando se deseja criar campanhas mais efetivas.

É importante estudar e utilizar as diversas estratégias de divulgação que existem para conhecer mais sobre o comportamento do seu cliente, que pode procurar por uma bomba de engrenagem preço, por exemplo, em diversas plataformas e a qualquer momento.

Essas são apenas algumas das diversas vantagens que o neuromarketing pode trazer para o seu negócio quando você aprende a colocá-lo em prática da maneira correta.

3 dicas para aplicar o neuromarketing

Partindo para a prática, selecionamos algumas dicas e estratégias para que você aplique o neuromarketing da maneira certa dentro do seu negócio para obter ainda mais resultados. Confira algumas logo abaixo:

1 – Psicologia das cores

A psicologia das cores é uma estratégia que tem como objetivo despertar um determinado sentimento ou sensação no consumidor utilizando apenas uma determinada cor, afinal de contas, elas também passam uma mensagem.

Por mais que o consumidor não perceba, quando ele vê uma cor predominante em algum anúncio, seu subconsciente acaba enviando uma mensagem ao cérebro, mensagem essa que se trata exatamente da que a cor em questão deseja passar. Alguns exemplos são:

  • Azul: confiança e segurança;
  • Vermelho: emoção e paixão;
  • Laranja: sentimento agradável e amigável;
  • Verde: tranquilidade e serenidade;
  • Roxo: inovação e inteligência;
  • Preto: luxo;
  • Branco: transparência.

Seja o seu negócio uma loja de cilindros hidráulicos Bosch Rexroth ou uma agência de comunicação, se preocupar com as cores que utiliza fará toda a diferença para reforçar a sua oferta e convencer o consumidor a adquirir o seu produto.

2 – Storytelling

As empresas precisam mudar sua forma de apresentação de produtos e serviços. Por isso, em vez de mensagens objetivas, o marketing busca dar um tom de subjetividade à campanha, e isso através do storytelling.

Por meio de narrativas que não necessariamente envolvem o que a marca oferece, é possível ativar o lado emocional do consumidor. Ele se identifica com a história e absorve o conteúdo sem nem imaginar que está sendo direcionado a uma ação de compra.

Em seu subconsciente, a persona cria um laço emocional com aquela campanha, o que contribui para a imagem da empresa e ainda permite que a mensagem final seja compreendida de maneira mais natural.

3 – Gatilhos mentais

Os gatilhos mentais são umas das principais estratégias utilizadas por profissionais de marketing para influenciar uma compra. A ideia é transmitir ao consumidor uma informação que desperte nele o desejo de consumo.

Um dos gatilhos mais conhecidos é o da escassez, onde o objetivo principal é fazer com que o cliente tenha um senso de urgência na sua jornada, acelerando a decisão de compra. Frases como “compre já” ou “por tempo limitado” são utilizadas com esse objetivo.

Dessa maneira, você verá que aplicar o neuromarketing está longe de ser um bicho de sete cabeças, muito pelo contrário, é algo completamente natural e que fará toda a diferença no comportamento do seu usuário, que sentirá ainda mais atraído pela sua marca.

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.