Últimas Notícias

Preguiça e procrastinação: dicas de várias áreas para se livrar dos males

Astrologia e psiquiatria orientam como deixar de lado a preguiça e a procrastinação para se tornar mais produtivo no dia a dia

Para muitos, a preguiça e a procrastinação podem parecer sinônimos, mas na realidade os dois conceitos possuem significados distintos e particularidades específicas entre si. Inimigas da produtividade, as duas sensações afetam os indivíduos em diversos momentos, incluindo nas atividades de âmbitos pessoal e profissional.

Entender as diferenças entre preguiça e procrastinação é crucial para conseguir trabalhar e viver satisfatoriamente cada momento do dia a dia. Além da definição dos conceitos, também é importante estar atento às dicas que podem ajudar a enfrentar esses obstáculos.

Diferentes áreas do conhecimento, inclusive, dão orientações sobre como é possível se livrar da preguiça e da procrastinação e se tornar mais produtivo. A astrologia, por exemplo, pode ser uma das ferramentas nesse processo.

Para entender melhor sobre a metodologia que utiliza a posição dos astros no céu, é possível fazer curso online de astrologia em portais especializados na área.

O que é preguiça e o que significa procrastinação?

A sensação de viver em câmera lenta enquanto percebe os ponteiros do relógio girarem com toda a velocidade é algo comum para quem sofre com preguiça e procrastinação. Apesar de despertarem essa mesma noção no dia a dia, as duas sensações não são a mesma coisa.

A preguiça afeta muitas pessoas no Brasil e no mundo. Segundo a definição do termo no Dicionário Aurélio online, preguiça é um substantivo feminino que indica a “propensão para não trabalhar; demora ou lentidão para agir; gosto de estar na cama, de se levantar tarde”.

Uma pessoa preguiçosa é aquela que, em linhas gerais, não sente vontade de fazer nada. Esse sentimento é uma barreira para o crescimento pessoal e profissional, pois geralmente quem está munido dessa sensação só faz algo quando entende que não dará muito trabalho.

A procrastinação, por sua vez, de acordo com o Dicionário Aurélio online, é um substantivo feminino que se refere ao “ato ou efeito de procrastinar; adiamento; demora”. Sendo assim, procrastinação nada mais é do que adiar uma responsabilidade, tarefa ou compromisso, seja ele profissional ou pessoal.

Para os procrastinadores, a ideia é que tudo o que tem para ser feito hoje pode ser feito amanhã. O adiamento das atividades causa um acúmulo de tarefas, dificuldades para cumprir prazos e, em alguns casos da vida profissional, pode acabar gerando problemas como demissões.

Astrologia: como os astros podem ajudar?

Conforme explica a astróloga Cláudia Lisboa, a Lua está relacionada aos humores e, por esse motivo, pode trazer orientações sobre preguiça e procrastinação. Astrologicamente falando, o satélite natural da Terra está associado a Câncer, um signo conhecido pelo apelo ao emocional e por ter um posicionamento de recolhimento em diversas situações.

A astróloga pontua que a posição da Lua no mapa ajuda a entender aquilo que é material de nutrição para o corpo, o que dá segurança emocional e ânimo para viver. Sendo assim, a partir dessa configuração, o indivíduo consegue lidar com as emoções, sendo mais consciente ao passar por momentos desafiadores relacionados à preguiça e à procrastinação.

“A preguiça dá falta de energia; eu mesma sinto isso direto. A gente trabalha com a Lua para alimentar a alma e nos dar energia e ânimo para fazer as coisas”, explica a profissional.

Em seu blog, a astróloga aponta, por exemplo, que uma pessoa com Lua em Gêmeos precisa da troca e do diálogo para se sentir seguro emocionalmente. Para identificar o posicionamento desse astro, é importante ter o próprio documento em mãos. É possível obter um mapa astral gratuito em sites e plataformas voltadas para astrologia na internet, informando apenas a data, o local e o horário de nascimento.

Psiquiatria dá dicas para se livrar dessas sensações

A preguiça e a procrastinação também são objetos de estudo da psiquiatria. Nessa área, a saída para fugir dessas sensações é parecida com as possibilidades na astrologia. Segundo o Instituto de Psiquiatria do Paraná, entender que a motivação é o oposto de procrastinação pode ser o caminho para superar os momentos difíceis.

Buscar por estímulos que motivem a pessoa a fazer algo é o primeiro passo para lidar bem com essas sensações. Por exemplo, se um indivíduo está postergando uma atividade no trabalho, ele pode pensar em desejos e objetivos que quer alcançar no futuro e que dependem da renda obtida após aquela tarefa.

Para algumas pessoas, pode ser interessante usar como motivação a compra de um ingresso para um show, a ida ao cinema ou até mesmo a vontade de tomar um sorvete após o expediente.