FENICS 2019 - ACI

Obtenha mais clientes com a sua ficha do Google

Inicio » Últimas » Vôlei – Desgaste do Sul-Americano pode fazer do Montes Claros Vôlei encarar Sada sem força total

Vôlei – Desgaste do Sul-Americano pode fazer do Montes Claros Vôlei encarar Sada sem força total

Vôlei – Desgaste do Sul-Americano pode fazer do Montes Claros Vôlei encarar Sada sem força total

No jogo mais importante da sua história, o Montes Claros Vôlei teve um desfalque inesperado, além de jogadores precisando deixar o time no decorrer do jogo. Contra o Bolívar (ARG), pela semifinal do Sul-Americano de clubes de vôlei masculino, o time do Norte de Minas, que sediou o evento internacional, foi perdendo as forças à medida que os pontos iam acontecendo.

Oposto Luan foi um dos que mais sentiu a sequência de jogos no Sul-Americano
Oposto Luan foi um dos que mais sentiu a sequência de jogos no Sul-Americano

 

Após a eliminação no tie-break, o Montes Claros Vôlei tenta assimilar o golpe para seguir forte na temporada, em que ocupa a quinta posição na Superliga masculina. Nesta quinta, às 21h55, no ginásio do Riacho, em Contagem, o Montes Claros Vôlei encara o líder invicto Sada Cruzeiro pela oitava rodada do returno. A partida terá transmissão ao vivo da RedeTV!.

Horas antes da bola subir, no sábado, o central Rafael precisou deixar a cidade. Ele foi informado sobre o falecimento do seu irmão mais novo e rumou para Uberlândia para o velório. A escolha do técnico Marcelinho Ramos foi Robinho, que estava com um estiramento e jogou no sacrifício. Com pouco tempo de jogo, foi possível perceber o esforço do jogador, que mostrava não reunir condições de jogo.

O resultado foi um jogador em quadra longe do seu ideal, tentando fazer o que era possível para ajudar seu time. A escolha pode fazer com que o Montes Claros fique um tempo ainda maior sem Robinho. “Ele é o caso mais grave que temos, atualmente, no departamento médico”, indica Marcelinho Ramos, que escalou Dianini somente na disputa de terceiro lugar, quando o time não conseguiu reunir forças para terminar o torneio com a medalha de bronze.

Durante a semifinal, o ponta Jonatas e o oposto Luan receberam tratamento, no banco de reservas, quando a partida estava em seus últimos sets. O grande desgaste da partida, que teve empate do MOC após o time estar perdendo por 2 a 0, fez os atacantes se doarem e sentirem muitas dores.

No último set, os dois foram poupados, fazendo falta para um momento de decisão. Na disputa do terceiro lugar, somente Luan jogou, sem estar na melhor condição.

Após o Sul-Americano se encerrar, o Montes Claros teve dois dias de descanso para buscar uma recuperação antes do líder invicto.

“Acredito que teremos à disposição talvez 80% do grupo. O torneio foi um aprendizado muito grande para a nossa equipe, acho que saímos fortalecidos daqui. Passamos por situações que eram necessárias para amadurecermos. Foi um grande desgaste físico e emocional que passamos e precisaremos de todos inteiros para o resto do returno da Superliga. Vamos avaliar as situações junto com nosso departamento médico”, completa o treinador.

Do Super FC

Aviso: Nossos editores/colunistas estão expressando suas opiniões sobre o tema proposto e esperamos que as conversas nos comentários de artigos do JORNAL MONTES CLAROS sejam respeitosas e construtivas.Os espaços de comentários em nossos artigos são destinados a discussões, debates sobre o tema e críticas de ideias, não as pessoas por trás delas. Ataques pessoais não serão tolerados de maneira nenhuma e nos damos ao direito de ocultar/excluir qualquer comentário ofensivo, difamatório, preconceituoso, calunioso ou de alguma forma prejudicial a terceiros, assim como textos de caráter promocional e comentários anônimos (sem nome completo e/ou e-mail válido)



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *