Empréstimo Consignado para aposentados, pensionistas do INSS

Últimas Notícias
Casa das Apostas Online Betway

Montes Claros – AMAMS consegue liberação para que água do Rio Jequitaí abasteça Montes Claros

Montes Claros – AMAMS consegue liberação para que água do Rio Jequitaí abasteça Montes Claros

Montes Claros - AMAMS consegue liberação para que água do Rio Jequitaí abasteça Montes Claros
Montes Claros – AMAMS consegue liberação para que água do Rio Jequitaí abasteça Montes Claros

A Secretaria Nacional de Defesa Civil sinalizou positivamente para a proposta de Montes Claros ser abastecida com água vinda do rio Jequitaí, antes mesmo de ser construída a Barragem de Jequitaí.

Na tarde dessa segunda-feira, dia 17 de abril, Ronaldo Mota Dias, Secretário Executivo da AMAMS e o Diretor Técnico, Raphael Mota se reuniram  no Ministério da Integração Nacional com o Assessor Especial do Ministério, Silvio Arthur Pereira e com o chefe de Gabinete do Ministro, Silvio Garcia Martins Filho, além de dirigentes da Secretaria Nacional de Defesa Civil, quando discutiram estratégias de socorro aos flagelados da seca. Uma das alternativas apresentadas pela AMAMS e aprovada pelos participantes é que a Copasa construa em caráter emergencial a adutora para trazer água do rio Jequitaí, logo que pensa em fazer uma adutora do rio Pacuí.

Ainda na reunião, a Defesa Civil Nacional anunciou que em caráter emergencial socorrerá os flagelados da seca com água através da Operação Pipa, desde que os municípios estejam com o Decreto de Situação de Emergência em dia. Serão usadas estratégias de atendimento através do Exército Brasileiro, como ocorre atualmente; através do Estado e ainda para quem tem o Cartão Defesa Civil, fazer a contratação direta. Por sinal, o Governo Federal reconheceu a Situação de Emergência em Montes Claros, tanto a nível urbano como rural. A mesma situação foi em relação aos poços artesianos, pois será aberta licitação visando cumprir essa necessidade.

Os dirigentes da AMAMS estiveram em Brasília para buscar uma solução para a seca que vem assolando o Norte de Minas nos últimos anos. O presidente da AMAMS, José Reis, prefeito de Bonito de Minas, salienta que essa seca é a maior dos últimos anos e com consequências sociais e econômicas, por isso, a iniciativa de pedir ajuda do Governo Federal. O maior retrato dessa seca é a situação de Montes Claros, que desde outubro de 2015 passou a enfrentar racionamento de 24 horas, mas que agora deverá ser ampliada para 48 horas.

Nesta terça-feira, em Brasília, Ronaldo Mota Dias e Raphael Mota estarão no Ministério do Desenvolvimento Social e Agrário para verificar como ampliar o projeto de cisternas para os flagelados da seca e ainda o programa de segurança alimentar. Na parte da tarde visitarão o Ministério de Minas e Energia, quando discutirá na Companhia de Recursos e Propriedade Minerais o acesso aos poços profundos do Norte de Minas.