Casa das Apostas Online Betway

Últimas Notícias

SAIBA MAIS AQUI - FAÇA CLICK

Inicio » Colunistas » Hesiodo José » Coluna do Hesiodo José – Fragmentos Diários (aumento e também invento)

Coluna do Hesiodo José – Fragmentos Diários (aumento e também invento)

Coluna do Hesiodo José – Fragmentos Diários (aumento e também invento)

Inutilidades Públicas

Treinador de homens-bomba do Norte de Minas explode se matando junto com a turma que treinava

Um grupo de pseudos-extremistas  do Norte de Minas Gerais que estudava  Terrorismo a distância,  assistiam a uma aula de treinamento para atentados suicidas em um acampamento na  zona rural de Verdelândia na segunda-feira,  quando seu comandante Muhamed Zé Ruela  involuntariamente realizou uma demonstração com um cinto que estava cheio de explosivos a base de óleo de mamona e pinga, contaram funcionários de uma Ferrovia que passavam levando ferro no vagão, que o estrondo fez com que caísse uma barreira nos trilhos os obrigando a parar. A policia florestal que verificava denuncia anônima de caça a Cotias machos que são chamados de Cuteus naquela região e Cudeles em Jaiba, foi levada até o acampamento pelo estrondoso ruído. O Sargento Barbosa conhecido por Seboso informou que chegando  ao local deparou-se com uma cena dantesca,  havia pedaços de gente por tudo quanto era lugar, inclusive  um pênis com um saco dependurado sem os ovos em cima de uma árvore seca. Os finados metidos a terroristas  pertenciam a um grupo conhecido como “Usbichu dos carai”  O homem que estava conduzindo o treinamento não foi identificado pelo nome, mas foi descrito por um morador de Verdelândia que não quis se identificar,  que o apelido do terrorista trapalhão  desde de criança era  “Mocó”, internado 02 duas vezes em hospital Psiquiatra de Belo Horizonte e umas incontáveis no antigo  Prontomente de Montes Claros.

 

Condenado é solto por ser alto demais e não conseguir se adaptar na cadeia

Como dizia a bichinha lá do bairro de Lourdes, “O norte de minas bomba nas redes sociais” e é preciso concordar,  veja esta:  O Janaubense   Judisson  Cafezal  de 23 anos, foi solto da cadeia de Brasilia de Minas  após assaltar uma lanchonete em Montes Claros na semana passada, por ser alto demais. Segundo o diretor da cadeia daquela cidade a altura máxima do teto é 2,3 metros, enquanto o grandalhão que sofre de gigantismo tem 2,5 metros. Judisson se comprometeu sob pena de ser transferido para outro lugar a ir todos os meses se apresentar no Forum de Montes Claros. O dono da lanchonete assaltada está revoltado e desabafa: “ É foda véi, nós rala noite e dia pra pagar nossos imposto, pede o pessoal para não jogar papel no chão e faz propaganda pro povo usar camisinha, ai vem um fi-de-rapariga, varapau do carai e rouba a gente, mas num pode ser preso por ser maior que a cadeia! Ora bolas, faça-me o favor, vão tomar no meio do cu!”

Riso da Hora

 

Fica assim, amanhã tem mais…

 

 

Hesiodo José
Hesiodo José

Aviso

  • • Nossos editores/colunistas estão expressando suas opiniões sobre o tema proposto e esperamos que as conversas nos comentários de artigos do JORNAL MONTES CLAROS sejam respeitosas e construtivas.
  • • Os espaços de comentários em nossos artigos são destinados a discussões, debates sobre o tema e críticas de ideias, não as pessoas por trás delas. Ataques pessoais não serão tolerados de maneira nenhuma e nos damos ao direito de ocultar/excluir qualquer comentário ofensivo, difamatório, preconceituoso, calunioso ou de alguma forma prejudicial a terceiros, assim como textos de caráter promocional e comentários anônimos (sem nome completo e/ou e-mail válido)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *