Inicio » Mais Seções » Entretenimento » Globo afasta William Waack após jornalista ser acusado de racismo

Globo afasta William Waack após jornalista ser acusado de racismo

Globo afasta William Waack após jornalista ser acusado de racismo

“É preto, é coisa de preto”, disse o apresentador em um vídeo que circula na internet.

Globo afasta William Waack após jornalista ser acusado de racismo
Globo afasta William Waack após jornalista ser acusado de racismo

Depois de ser acusado de racismo por causa de um vídeo que circula nas redes sociais, o jornalista e apresentador do “Jornal da Globo”, William Waack, foi afastado nesta quarta-feira (8) da emissora, que divulgou uma nota sobre o caso no portal “G1”.

No vídeo, o jornalista está ao lado de um entrevistado, poucos minutos de entrar no ar, em frente à Casa Branca, nos Estados Unidos. Na rua, um motorista começa a buzinar o carro por alguns segundos, o que irrita o jornalista. “Está buzinando por que, seu m… do c…?”, diz Waack.

Na sequência da gravação, ele se vira para o entrevistado e diz algo parecido como “é preto, é coisa de preto”. O entrevistado ri e o jornalista completa com um “com certeza”.

Assista ao vídeo:

Leia, na íntegra, a nota do G1:

“A Globo é visceralmente contra o racismo em todas as suas formas e manifestações. Nenhuma circunstância pode servir de atenuante. Diante disso, a Globo está afastando o apresentador William Waack de suas funções em decorrência do vídeo que passou hoje a circular na internet, até que a situação esteja esclarecida.

Nele, minutos antes de ir ao ar num vivo durante a cobertura das eleições americanas do ano passado, alguém na rua dispara a buzina e, Waack, contrariado, faz comentários, ao que tudo indica, de cunho racista. Waack afirma não se lembrar do que disse, já que o áudio não tem clareza, mas pede sinceras desculpas àqueles que se sentiram ultrajados pela situação.

William Waack é um dos mais respeitados profissionais brasileiros, com um extenso currículo de serviços ao jornalismo. A Globo, a partir de amanhã, iniciará conversas com ele para decidir como se desenrolarão os próximos passos”.

Aviso: nossos editores/colunistas estão expressando suas opiniões sobre o tema proposto, e esperamos que as conversas nos comentários sejam respeitosas e construtivas. O espaços abaixo são destinado para discussões, para debatermos o tema e criticar ideias, não as pessoas por trás delas. Ataques pessoais não serão, de maneira nenhuma, tolerados, e nos damos o direito de excluir qualquer comentário ofensivo, difamatório, calunioso, preconceituoso ou de alguma forma prejudicial a terceiros, assim como textos de caráter promocional e comentários anônimos (sem um nome completo e e-mail valido).



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *