Semana Global do Empreendedorismo - CLIQUE AQUI

Últimas Notícias
Turbo Pesquisa - CLIQUE AQUI PARA MIAS INFORMAÇÕES
Inicio » Esporte » Futebol Internacional » A passagem do Liverpool na Champions League

A passagem do Liverpool na Champions League

A passagem do Liverpool na Champions League

A Liga dos Campeões tem sido um torneio cheio de surpresas, com gols e partidas incríveis, fazendo com que milhões de pessoas acompanhem o torneio espetacular.

Salah e Firmino - Foto: dailystar.co.uk
Salah e Firmino – Foto: dailystar.co.uk

 

Equipa favorita

Ao longo dos anos, o Liverpool teve partidas eletrizantes que provaram ao mundo inteiro que os torcedores do Anfield são uma das multidões mais fiéis do mundo, e a última vez que foram premiados com a Liga dos Campeões foi em 2005. Durante esta temporada, o Liverpool deu um passo forte, principalmente depois de derrotar uma das equipes favoritas para vencer o torneio, Manchester City com um total de 1 a 5 contundente. Na atualidade, o Liverpool é um dos grandes favoritos para ganhar a edição atual da Liga dos Campeões, com 33,3% de chances na Betway em 24 de abril, devido à sua equipa cheia com estrelas, como o atual Jogador do ano na Premier League, Mohammed Salah, ou o astro brasileiro Roberto Firmino, da mão do Jurgen Klopp. De acordo com os seus recordes anteriores, segue uma análise de até que ponto os Reds podem chegar na Champions League. É assim que eles fizeram em suas 3 aparições anteriores depois de entrar na etapa dos quatro melhores.

Liga dos Campeões de 2008

Liverpool 1-1 Chelsea, Chelsea 3-2 Liverpool

A última vez que o Liverpool fez o seu caminho para a rodada de semifinais, eles tiveram que enfrentar uma equipe bem conhecida por eles, neste caso Chelsea. Para o primeiro jogo, as duas equipes jogaram em Anfield, em uma partida que teve chances muito semelhantes para ambas as equipes. No primeiro tempo, Dirk Kuyt colocou-os à frente do placar muito perto do intervalo, mas, assim que o jogo parecia vencido, Salomon Kalou mandou um chute que deveria ter sido um passe de rotina para John Arne Riise, mas ao invés disso, Ele tentou afastar-se da altura do joelho, mas só conseguiu mandar a bola para a rede. A segunda etapa em Stamford Bridge foi caracteristicamente apertada. Didier Drogba deu à equipa da casa a liderança no primeiro tempo, mas o espanhol Fernando Torres empatou no segundo tempo. O Chelsea quebrou o jogo em prorrogação. Sami Hyypia derrubou Michael Ballack na área, e Frank Lampard calmamente marcou o pênalti. Drogba acrescentou outro gol à sua marca e aumentou a pontuação para o Chelsea. Liverpool ainda teve uma outra oportunidade quando Ryan Babel marcou inesperadamente no segundo período da prorrogação, mas apesar de os homens de Benítez terem deixado a vida desconfortável para o Chelsea, eles ficaram em desvantagem. Haveria uma espera de uma década para a próxima semifinal do Liverpool na Champions League.

Foto: Zimbio.com
Foto: Zimbio.com

 

Liga dos Campeões de 2007

Chelsea 1-0 Liverpool, Liverpool 1-0 Chelsea (Liverpool vence nos penalties)

À medida que a rivalidade entre Rafael Benitez e José Mourinho se tornava cada vez mais intensa, os seus times enfrentaram um lugar na final. A primeira partida foi em Stamford Bridge, e foi um jogo apertado onde Joe Cole deu ao clube londrino uma vantagem de um golo. De acordo com o site The Guardian, a atmosfera em Anfield era um pouco menos frenética, mas o Liverpool respondeu ao pedido de seus fãs. Daniel Agger deu a paridade da equipe da casa no primeiro tempo, mas foi o único gol de um jogo lento e defensivo. Como os encontros entre estes lados invariavelmente produziram drama, o jogo foi para os penalties. Benitez estava sentado de pernas cruzadas no chão, aparentemente emocionalmente gasto, embora sua equipe mantivesse a compostura. Pepe Reina defendeu chutes do selecionado holandês Arjen Robben, e Geremi, e todos os goleiros do Liverpool marcaram na rede. O Liverpool estava a caminho de Atenas para outra final contra o Milan, mas desta vez não haveria milagre. A time italiana jogou uma dos seus melhores encontros de futebol, vencendo por 2-1.

Foto: 90min.com
Foto: 90min.com

 

Liga dos Campeões de 2005

Chelsea 0-0 Liverpool, Liverpool 1-0 Chelsea

A primeira temporada de Rafa Benítez como treinador dos Reds contou com a série de vitórias mais improvável da história do clube, e contra todas as expectativas, o Liverpool chegou aos últimos quatro da Liga dos Campeões. Lá eles encontraram o Chelsea, liderado por outro técnico novo no futebol inglês, José Mourinho, que invadiu a Premier League com sua equipe terminando como campeã, 37 pontos à frente de Benitez. Para a semifinal da Liga dos Campeões, a primeira partida em Stamford Bridge foi um tenso 0-0, já que dois dos melhores treinadores estrategistas do jogo se neutralizaram. Então, para Anfield, com o empate na balança, o clima dos fãs era elétrico. O som da multidão atingiu níveis não ouvidos durante quase três décadas, e de acordo com Steven Gerrard: “Os adeptos levaram a atmosfera a um novo nível naquela noite”. O time da casa estava energizado. Menos de quatro minutos se passaram quando Gerrard jogou a bola na área do Chelsea e Milan Baros derrubou o avanço de Petr Cech. Luis Garcia cutucou a bola no gol, e William Gallas tentou desesperadamente manter o esforço fora da rede. Com isso, as pessoas em Anfield foram à loucura, o árbitro sinalizou um gol, e Chelsea protestou com raiva que a bola não havia cruzado a linha. As repetições de televisão eram inconclusivas, mas eram já irrelevantes. O Liverpool liderou por 1-0. Chelsea aumentou a pressão e avançou enquanto os minutos passavam. Anfield manteve a respiração coletiva e, com um minuto de finalização, a bola caiu para Eidur Gudjohnsen. O tempo pareceu parar quando o atacante islandês disparou um tiro a gol. Então, o estádio entrou em erupção quando a bola passou pelo poste mais distante. Mourinho ficou enfurecido, mas o “gol fantasma” de Garcia provou ser decisivo.

O Liverpool avançou para a final em Istambul e um jogo ainda mais dramático contra o Milan. Em desvantagem de 3 a 0 no intervalo, a equipe de Benitez reagiu para empatar e vencer nos pênaltis.

Foto: dailystar.co.uk
Foto: dailystar.co.uk

 

Depois dessa dramática vitória em Milão, os Reds não conseguiram ganhar outra Liga dos Campeões, mas graças ao bom trabalho que fizeram nesta temporada, a equipe de Firmino e Salah tem tudo do seu lado para levantar a Copa e encher de alegria para seus torcedores.

Aviso

  • • Nossos editores/colunistas estão expressando suas opiniões sobre o tema proposto e esperamos que as conversas nos comentários de artigos do JORNAL MONTES CLAROS sejam respeitosas e construtivas.
  • • Os espaços de comentários em nossos artigos são destinados a discussões, debates sobre o tema e críticas de ideias, não as pessoas por trás delas. Ataques pessoais não serão tolerados de maneira nenhuma e nos damos ao direito de ocultar/excluir qualquer comentário ofensivo, difamatório, preconceituoso, calunioso ou de alguma forma prejudicial a terceiros, assim como textos de caráter promocional e comentários anônimos (sem nome completo e/ou e-mail válido)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *