Inicio » Mais Seções » Arte e Cultura » 13ª Festival de Cinema de Ouro Preto Celebra Trajetória da Atriz MARIA GLADYS

13ª Festival de Cinema de Ouro Preto Celebra Trajetória da Atriz MARIA GLADYS

13ª Festival de Cinema de Ouro Preto  Celebra Trajetória da Atriz MARIA GLADYS

Emoção e lágrimas marcaram a homenagem a Maria Gladys na cerimônia de abertura da 13ª Mostra de Cinema de Ouro Preto, na noite de quinta-feira (14/6). A atriz carioca recebeu o Troféu Vila Rica em tributo a seus quase 60 anos de carreira no teatro, cinema e televisão. Ao lado de velhos companheiros de vida e trabalho, como os cineastas: Geraldo Veloso e Neville D’Almeida – que vieram especialmente para a celebração –, Gladys agradeceu os aplausos da imensa platéia que lotava o Cine Vila Rica.

Atriz MARIA GLADYS
Atriz MARIA GLADYS

 

“Quando perguntam a minha idade, prefiro dizer que eu venho de uma geração. E a minha geração é de tanta gente incrível, de tanta gente inteligente”, disse ela. “Olho para o meu currículo, pros trabalhos que eu fiz, e percebo que sou uma atriz muito brasileira. Nunca fiz, nem no teatro, textos de autores estrangeiros. Antes eu não gostava disso, mas hoje entendi a importância de ser o que eu sou”.

Gladys enumerou nomes com quem trabalhou e com quem tanto aprendeu, como Julio Bressane, Neville D’Almeida (que a elogiou, no palco, como sendo “a representação de um Brasil inquieto, um Brasil esfomeado, alegre, que quer sempre se manifestar”), Rogério Sganzerla e Paulo César Saraceni. Acompanhada da filha, ela relembrou momentos de sua vida artística e pessoal, como o período em que se exilou por conta da ditadura e o prazer de sempre se identificar com a invenção e a criatividade dos artistas com quem conviveu. “Convivi com muita gente de talento, com muitos gênios. Eles sempre foram meus amigos”, disse. Ao descer do palco, Gladys dançou e celebrou com o público ao som de “Eu quero é botar meu bloco na rua”, música de Sérgio Sampaio. A abertura contou com uma performance audiovisual, com direção de Chico de Paula e Grazi Medrado, trilha ao vivo de Barulhista e participação do cantor Marcelo Veronez. Na tela e no palco, sons, imagens e movimentos corporais apresentaram as temáticas deste ano na CineOP: na Histórica, “Vanguarda Tropical: O Cinema e as Outras Artes”; na Educação, “Escolas: Memórias do Futuro”; e na Preservação, “Fronteiras do Patrimônio Audiovisual”. Em sua fala de abertura, a coordenadora geral da Mostra de Cinema de Ouro Preto, Raquel Hallak, comentou o projeto de revitalização do Cine Vila Rica, previsto para ser realizado numa parceria entre o governo de Minas Gerais, a Codemig (Companhia de Desenvolvimento Econômico de Minas Gerais) e a Universo Produção. A homenagem à atriz Maria Gladys segue nesta sexta, 15 de junho, com o “Encontro de Cinema – Roda de Conversa”, na qual a homenageada falará sobre seu percurso artístico. O bate-papo, realizado por meio da parceria cultural com o Sesc em Minas, pretende apresentar o panorama da trajetória pessoal e artística da artista, suas escolhas, opiniões e atuações em diferentes épocas e produções. A conversa, que também terá participação do cineasta Neville d’Almeida e mediação do crítico Marcelo Miranda, acontece às 12h, no Hall de Convivência do Centro de Artes e Convenções.

Nudia Fusco – ETC Comunicações. (cineop.com.br)

Leia Também

O advogado Fillipe Freitas alerta para decisão do STJ sobre benefício do INSS

Nem sempre observado, adicional de 25% na aposentadoria pode ser requerido por lei

* Por: Jornal Montes Claros - 19 de setembro de 2018. Aposentados que comprovem a …

Aviso: Nossos editores/colunistas estão expressando suas opiniões sobre o tema proposto e esperamos que as conversas nos comentários de artigos do JORNAL MONTES CLAROS sejam respeitosas e construtivas.O espaço de comentários em nossos artigos é destinado a discussões, debates sobre o tema e críticas de ideias, não às pessoas por trás delas. Ataques pessoais não serão tolerados de maneira nenhuma e nos damos ao direito de ocultar/excluir qualquer comentário ofensivo, difamatório, preconceituoso, calunioso ou de alguma forma prejudicial a terceiros, assim como textos de caráter promocional e comentários anônimos (sem nome completo e/ou email válido).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *