Vaga no Bolso

Inicio » Montes Claros » Mortes por leishmaniose em Montes Claros

Mortes por leishmaniose em Montes Claros

Mortes por leishmaniose em Montes Claros

A construção do centro de castração municipal voltou ser assunto na Tribuna da reunião ordinária realizada hoje (23/10), na Câmara de Vereadores.

RISCO – Estimativa é a de que haja 70 mil animais nas ruas da cidade
RISCO – Estimativa é a de que haja 8 mil animais nas ruas da cidade

 

A construção do centro de castração municipal voltou ser assunto na Tribuna da reunião ordinária realizada hoje (23/10), na Câmara de Vereadores. Só no ano passado, Montes Claros registrou 199 casos, sendo 16 óbitos e 138 curas, 45 casos que não foram conclusivos.

A leishmaniose é uma doença infectocontagiosa causada por um protozoário transmitido pela picada do mosquito flebótomo infectado, também conhecido como “mosquito palha” ou “birigui”. É considerada uma zoonose e pode acometer homens e cães.

“A construção do centro de castração de animais é questão de saúde pública, pois reduziremos o número de cães e gatos abandonados e assim a doença diminuirá também. É algo preocupante que além de matar os animais está fazendo vítimas humanas também”, explicou o Vereador Soter Magno (PP), presidente da Comissão de Meio Ambiente.

De acordo com o Centro de Controle de Zoonoses de Montes Claros, há um número estimado em torno de 8 mil animais nas ruas da cidade, sendo 700 portadores de leishmaniose.

*Assessoria de Comunicação da Câmara Municipal de Montes Claros

Aviso: Nossos editores/colunistas estão expressando suas opiniões sobre o tema proposto e esperamos que as conversas nos comentários de artigos do JORNAL MONTES CLAROS sejam respeitosas e construtivas.O espaço de comentários em nossos artigos é destinado a discussões, debates sobre o tema e críticas de ideias, não às pessoas por trás delas. Ataques pessoais não serão tolerados de maneira nenhuma e nos damos ao direito de ocultar/excluir qualquer comentário ofensivo, difamatório, preconceituoso, calunioso ou de alguma forma prejudicial a terceiros, assim como textos de caráter promocional e comentários anônimos (sem nome completo e/ou email válido).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *