Últimas Notícias

Arquidiocese de Montes Claros dá início Ano da Juventude

Arquidiocese de Montes Claros dá início Ano da Juventude

Arquidiocese de Montes Claros dá início Ano da Juventude
Arquidiocese de Montes Claros dá início Ano da Juventude

 

A Arquidiocese de Montes Claros iniciou domingo à tarde o Ano da Juventude e encerrou o Ano do Laicato, em celebração comandada pelo novo arcebispo, Dom João Justino Medeiros, realizada no Ginásio Poliesportivo Presidente Tancredo Neves e que serviu para a despedida oficial do arcebispo emérito José Alberto Moura, aposentado na última quarta-feira, quando completou 75 anos de idade.

Ele viaja no dia 10 de dezembro para Uberlândia, onde passa a residir, depois de 12 anos em Montes Claros. Os movimentos sociais e religiosos prestaram homenagem ao arcebispo emérito, com a entrega de flores. O local recebeu católicos de mais de 40 municípios. O acesso foi através de pulseiras e por recomendação de segurança, somente 6.000 pessoas compareceram.

Na sua mensagem, quando decretou aberto oficialmente o Ano da Juventude, o arcebispo Dom João Justino salientou que aquele momento demonstrava a igreja viva, pela presença da comunidade e com o compromisso de dar o testemunho da luz. Ele lembrou que naquele momento encerrava o Ano Arquidiocesano do Laicato, quando deve se salientar a atuação dos leigos para manter a igreja viva e ajudando aos pobres. Pediu que esses leigos, junto com os padres e religiosos, o ajudem na missão que assumiu. Aproveitou as presenças dos prefeitos Geraldo Oliveira, de Glaucilândia e Marcos Braga, de Ubaí, para mostrar que a igreja pode ajudar na missão deles, de procurar ajudar ao povo carente.

O novo arcebispo lamentou o espaço pequeno não tenha permitido receber mais católicos e de forma enigmática, frisou esperar que o próximo evento seja em espaço com capacidade para 10 a 20 mil pessoas. O padre Zilmio fez o agradecimento ao arcebispo emérito Dom José Alberto, salientando que ele atuou em defesa da ética no Norte de Minas. O arcebispo emérito informou que estará mudando para Uberlândia, onde reside sua família, mas não esquecerá o Norte de Minas, pela forma como foi recebido e tratado. Salientou que a igreja está em crescimento e ainda mais quando cumpre a orientação do Papa Francisco, em defesa dos pobres. Conclamou os norte-mineiros a saírem em defesa da Santa Casa de Montes Claros.