PÓS-GRADUAÇÃO PUC MINHAS em MONTES CLAROS

Obtenha mais clientes com a sua ficha do Google
Inicio » Minas Gerais » Belo Horizonte » Tragédia de Brumadinho – Bombeiros autorizam trabalho de voluntários e admitem cansaço: ‘extenuados’

Tragédia de Brumadinho – Bombeiros autorizam trabalho de voluntários e admitem cansaço: ‘extenuados’

Tragédia de Brumadinho – Bombeiros autorizam trabalho de voluntários e admitem cansaço: ‘extenuados’

Após restrições impostas pelo Corpo de Bombeiros por medida de segurança, o trabalho de voluntários foi autorizado a partir de agora, de forma a auxilar os militares nas buscas por desaparecidos em Brumadino, na Região Metropolitana de Belo Horizonte. A informação é do porta-voz da corporação, tenente Pedro Aihara, em coletiva realizada no início da tarde desta quarta-feira (30), na cidade. 

Os voluntários poderão atuar no entorno da região atingida pela lama
Os voluntários poderão atuar no entorno da região atingida pela lama

 

Segundo Aihara, cerca de 30 voluntários de Brumadinho e do Paraná vão começar a ser usados já nesta quarta-feira (30). “Eles estarão em áreas mornas, para certificar em relação a vestígios e referências que possam ajudar nas buscas”, explicou. É chamada de área quente aquela que foi atingida pela lama da barragem, enquanto a morna é referente ao entorno.

Os bombeiros solicitaram ainda ao Servas que seja aberto novamente um link para cadastros de voluntários. Assim, aos poucos, as pessoas serão acionadas para ajudar. O porta-voz dos bombeiros voltou a garantir que a barragem VI está segura e estável. Agora, a estrutura que continua sendo drenada, está com 110 mil litros.

Reforço 

No momento a força-tarefa opera com 15 aeronaves e 322 bombeiros, além de 136 militares de Israel. Na tarde desta quarta-feira (30), dois helicópteros devem reforçar as buscas, um de Minas e outro de Goiás. E na quinta-feira (31), duas aeronaves serão utilizadas, uma de Santa Catarina e outra do Espírito Santo, com cinco militares em cada.

O apoio, que já havia sido oferecido há alguns dias, foi aceito para que seja possível um rodízio da tropa. Pela primeira vez desde o rompimento da barragem, os bombeiros admitiram que estão cansados. “O nosso trabalho aqui não era de quantidade de pessoas, mas sim técnico. Agora, os militares já estão bastante extenuados”, explicou o tenente Aihara.

O bombeiro lembrou, ainda, que esta é uma situação impactante de trabalho. Conforme Aihara, todos os corpos que estavam nos níveis mais superficiais já foram recuperados. A previsão para os próximos dias é de uso de maquinário, como retroescavadeiras, para localizar os demais.

Aviso: Nossos editores/colunistas estão expressando suas opiniões sobre o tema proposto e esperamos que as conversas nos comentários de artigos do JORNAL MONTES CLAROS sejam respeitosas e construtivas.Os espaços de comentários em nossos artigos são destinados a discussões, debates sobre o tema e críticas de ideias, não as pessoas por trás delas. Ataques pessoais não serão tolerados de maneira nenhuma e nos damos ao direito de ocultar/excluir qualquer comentário ofensivo, difamatório, preconceituoso, calunioso ou de alguma forma prejudicial a terceiros, assim como textos de caráter promocional e comentários anônimos (sem nome completo e/ou e-mail válido)



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *