SMART FIT - MONTES CLAROS

Turbo Pesquisa - CLIQUE AQUI PARA MIAS INFORMAÇÕES
Inicio » Colunistas » Núbia Istela » Coluna da Núbia Istela – Meios Termos

Coluna da Núbia Istela – Meios Termos

Coluna da Núbia Istela – Meios Termos

Engana-se quem acha que quando crescer poderá fazer o que quiser só porque é grande. A VERDADE é que quando crescemos ficamos menores do que já fomos um dia, nos encolhemos em nossa própria pequenez. 
O mundo transita entre os meios termos da vida. Poucas serão as vezes que encontraremos pessoas inteiras por aí. Nessa travessia encontramos apenas metades, servindo aqui e ali, tentado agradar a todos, se encaixar. E vão se perdendo em seus labirintos sem fim, em suas covardias.
No entanto ser inteiro nesse mundo de metades INCOMODA. Incomoda demais quem tem luz própria e tenta ascender nesse mar trevoso de aparências e status. Os sentimentos verdadeiros tem sido suprimidos dando espaços ao fake, ao comum, ao banal.
Mentiras são tomadas por verdades, e as verdades vão se anulando, pois ninguém quer ouvi-las. E nesse marasmo de hipócritas a intensidade e a vontade real são confundidas com depravação.
E assim se travestem do que não são e vão a luta todos os dias para agradar a todos, menos a si mesmo. O diferente é inaceitável, não há espaço para aqueles que amam demais, que declaram seu amor. Não há lugar para aqueles que confiam. Há um vazio incurável nos corações dos homens.
Eu me pergunto, se diante da vastidão desse mundo tão grande vale a pena ser metade. Transitar pelos meios termos é não viver os sabores reais de tudo que é proporcionado, é não sentir.
SENTIR é quase uma sentença de morte, é vergonhoso, é pecado. Mas MENTIR, tudo bem, deixa todos felizes. E no fim das contas vivem submersos no medo de viverem GRANDE, de amar GRANDE, de sorrir GRANDE, chorar GRANDE, de sentir raiva GRANDE.
Por causa do costume de viverem pela metade, se assustam quando veem alguém inteiro, que mesmo diante de todos os obstáculos está ali, inteiro.
E não foi o que me contaram, é o que estou descobrindo. E diante da vastidão desse mundo tão grande, cheios de sentimentos nobres, não desejo nem por um dia ser metade.
Queira que mundo caiba dentro de você, mas não queira diminuir para caber dentro do mundo.
PS: Para quem não entendeu, estou falando de sentimentos.

 

Núbia Istela
Núbia Istela

Aviso

  • Nossos editores/colunistas estão expressando suas opiniões sobre o tema proposto e esperamos que as conversas nos comentários de artigos do JORNAL MONTES CLAROS sejam respeitosas e construtivas.
  • Os espaços de comentários em nossos artigos são destinados a discussões, debates sobre o tema e críticas de ideias, não as pessoas por trás delas. Ataques pessoais não serão tolerados de maneira nenhuma e nos damos ao direito de ocultar/excluir qualquer comentário ofensivo, difamatório, preconceituoso, calunioso ou de alguma forma prejudicial a terceiros, assim como textos de caráter promocional e comentários anônimos (sem nome completo e/ou e-mail válido)
 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *