Vaga no Bolso

Turbo Pesquisa - CLIQUE AQUI PARA MIAS INFORMAÇÕES
Inicio » Minas Gerais » Noroeste de Minas » MG – Atirador de Igreja Evangélica em Minas Gerais tinha mais seis munições, e tragédia poderia ser maior

MG – Atirador de Igreja Evangélica em Minas Gerais tinha mais seis munições, e tragédia poderia ser maior

MG – Atirador de Igreja Evangélica em Minas Gerais tinha mais seis munições, e tragédia poderia ser maior

Paracatu – O autor do tiroteio em Paracatu, que deixou quatro mortos, ainda tinha mais seis munições na arma quando a Polícia Militar o deteve. Por causa disso, a tragédia poderia ter sido ainda maior, já que na igreja estavam presentes 20 pessoas, incluindo aquelas que morreram.

MG - Atirador de Igreja Evangélica em Minas Gerais tinha mais seis munições, e tragédia poderia ser maior
MG – Atirador de Igreja Evangélica em Minas Gerais tinha mais seis munições, e tragédia poderia ser maior

 

Major Flávio Santiago avalia que, caso os militares não tivessem chegado no momento do crime, é muito provável que o atirador tivesse feito mais vítimas. “Na arma cabia uma munição por vez, mas ele tinha mais seis munições. Ou seja: poderiam ter mais seis vítimas, valendo-se que elas eram da melhor idade”, afirma.

“Graças a ação rápida da PM conseguimos evitar que a tragédia fosse muito maior”, completa o major.

O ataque

Quatro pessoas morreram vítimas de um ataque ocorrido na noite desta terça-feira (21), em Paracatu. De acordo com a Polícia Militar, suspeito do crime é um ex-militar das Forças Armadas e tem 39 anos. Ainda não há detalhes sobre motivação do crime.

Segundo o major, o homem foi até a casa da mãe dele, onde estavam a mãe, a irmã e sua ex-namorada. Então, desferiu um golpe de faca no pescoço da ex-companheira, que morreu no local.

Em seguida, ele foi até uma igreja batista da cidade, onde ocorria uma reunião fechada com aproximadamente 20 pessoas. De posse de uma garrucha calibre 36, o autor do ataque atirou na cabeça de um senhor, de nome Antônio. Ele era pai do pastor da igreja.

Depois disso, o ex-militar recarregou a arma e atirou novamente, desta vez, na cabeça de uma senhora.

A PM chegou ao local. Ao perceber a presença dos militares, ele fez uma mulher de refém. A corporação tentou negociar, mas ele disparou mais uma vez e acertou na cabeça da mulher. Com isso, as três pessoas morreram no templo.

Os militares revidaram e atiraram no homem, que ficou ferido e passa por cirurgia na noite desta terça-feira (21). “Se a PM não chegasse, o ataque poderia ter sido muito pior”, relatou o major.

Segundo a PM, o pastor fugiu do local. A reportagem entrou em contato com o prefeito da cidade, mas as ligações ainda não foram atendidas.

Feridos

Segundo o Hospital Municipal de Paracatu, deram entrada no local cinco pessoas, sendo o próprio atirador e as pessoas feridas por ele. As mortes das vítimas foram constatadas lá.

O autor teve um ferimento na orelha e outro na artéria e que não corre risco de morrer.

Aviso: Nossos editores/colunistas estão expressando suas opiniões sobre o tema proposto e esperamos que as conversas nos comentários de artigos do JORNAL MONTES CLAROS sejam respeitosas e construtivas. Os espaços de comentários em nossos artigos são destinados a discussões, debates sobre o tema e críticas de ideias, não as pessoas por trás delas. Ataques pessoais não serão tolerados de maneira nenhuma e nos damos ao direito de ocultar/excluir qualquer comentário ofensivo, difamatório, preconceituoso, calunioso ou de alguma forma prejudicial a terceiros, assim como textos de caráter promocional e comentários anônimos (sem nome completo e/ou e-mail válido)



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *