Vaga no Bolso

Turbo Pesquisa - CLIQUE AQUI PARA MIAS INFORMAÇÕES
Inicio » Internacional » Número de pessoas que tiram a própria vida cai; mas é importante falar sobre isso

Número de pessoas que tiram a própria vida cai; mas é importante falar sobre isso

Número de pessoas que tiram a própria vida cai; mas é importante falar sobre isso

No mundo, todos os anos, cerca de 800 mil pessoas tiram sua própria vida. A cada 40 segundos uma pessoa comete suicídio, de acordo com a Organização Mundial da Saúde. Os números, segundo o órgão estão caindo, mas é importante retratar o assunto e auxiliar e mostrar para as pessoas que este não é o único caminho. A campanha Setembro Amarelo serve justamente para isso.

Número de pessoas que tiram a própria vida cai; mas é importante falar sobre isso
Número de pessoas que tiram a própria vida cai; mas é importante falar sobre isso

 

Durante seis anos, entre 2010 e 2016, segundo a OMS, a taxa global de suicídio caiu 9,8%. O levantamento mostrou que na região das Américas, onde há mais acesso a armas de fogo, por exemplo, foi a única que apresentou aumento.

Ainda segundo a pesquisa, a maior parte dos suicídios acontece em países de baixa e média renda, mas os países de alta renda têm a maior taxa de suicídio a cada 100 mil habitantes.

A OMS salienta que a redução de 9,8% no número de casos se deve as estratégias de prevenção que os países vêm adotando.

O estudo mostra ainda que, no geral, metade das pessoas que cometem suicídio têm menos de 45 anos. Os números apontam que o suicídio é a segunda principal causa de morte entre jovens com idade entre 15 e 24 anos. A primeira causa de morte entre os jovens nesta faixa etária são traumas causados por acidentes rodoviários.

Apesar da redução em todo o mundo, no Brasil o número de casos cresceu, segundo a Universidade Federal de São Paulo. Os números são referentes à adolescentes que moram em grandes cidades brasileiras. O crescimento foi de 24% entre os anos de 2006 2015. Além disso, o estudo da Universidade, publicado pela Revista Brasileira de Psiquiatria, mostrou que os índices de suicídio são três vezes maior entre jovens do sexo masculino.

Apoio

Para evitar o suicídio, é importante dar apoio às pessoas que apresentem problemas emocionais, por exemplo. Para isso, um dos meios, além da família e amigos é o Centro de Valorização da Vida, que realiza apoio emocional e prevenção do suicídio, atendendo de forma voluntária e gratuita todas as pessoas que querem e precisam conversar, sob total sigilo por telefone, e-mail e chat 24 horas todos os dias. Ainda é possível acessar o site e ter mais informações.

Outra forma de evitar, até mesmo problemas emocionais, é procurar um profissional e falar sobre o que está acontecendo. A recomendação é se consultar com um psicólogo ou psiquiatra.

Aviso

  • • Nossos editores/colunistas estão expressando suas opiniões sobre o tema proposto e esperamos que as conversas nos comentários de artigos do JORNAL MONTES CLAROS sejam respeitosas e construtivas.
  • • Os espaços de comentários em nossos artigos são destinados a discussões, debates sobre o tema e críticas de ideias, não as pessoas por trás delas. Ataques pessoais não serão tolerados de maneira nenhuma e nos damos ao direito de ocultar/excluir qualquer comentário ofensivo, difamatório, preconceituoso, calunioso ou de alguma forma prejudicial a terceiros, assim como textos de caráter promocional e comentários anônimos (sem nome completo e/ou e-mail válido)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *