Semana Global do Empreendedorismo - CLIQUE AQUI

Últimas Notícias
Turbo Pesquisa - CLIQUE AQUI PARA MIAS INFORMAÇÕES
Inicio » Últimas » MG – Mulher é estuprada após pegar carona com um conhecido

MG – Mulher é estuprada após pegar carona com um conhecido

MG – Mulher é estuprada após pegar carona com um conhecido

MG – Na noite do último sábado (19), uma mulher de 37 anos foi agredida e estuprada em Muriaé, na região da Zona da Mata. A vítima conheceu o homem em um grupo de WhatsApp com amigos em comum.

MG - Mulher é estuprada após pegar carona com um conhecido
MG – Mulher é estuprada após pegar carona com um conhecido

 

A mulher teria encontrado o autor do crime em uma festa e, em seguida o homem se ofereceu a levar a vítima em casa já na madrugada de domingo (20).

No entanto, o suspeito mudou a trajetória e começou a xingá-la e agredi-la. O homem ainda teria estuprado a vítima. Após o crime a mulher registrou a ocorrência na polícia e recebeu atendimento médico no Hospital São Paulo.

De acordo com as informações da vítima, ela conheceu o suspeito há algum tempo em um grupo de WhatsApp. Os dois começaram a conversar e decidiram se encontrar em uma festa no município.

A vítima ainda relatou que durante a festa o homem agiu normalmente e não demonstrou nenhum traço de agressividade. Por volta de 4h, eles teriam resolvido ir embora e ele teria prometido leva-la em casa.

Mas, no caminho a mulher percebeu que o suspeito escolheu uma rota diferente e começou a tratá-la com muita violência.

O suspeito ainda insistiu para ir para casa com ela, porém diante da recusa, ameaçou deixá-la na rua e começou a agredi-la, beijá-la à força e agarrá-la. A vítima ainda disse que pediu para o suspeito parar, porém ele arrancou o vestido da mulher e a estuprou.

Após receber atendimento médico, a mulher tentou contato com uma conhecida, cujo marido é amigo do suspeito, e que o teria adicionado ao grupo de WhatsApp, mas não conseguiu.

Segundo a Polícia Militar, o homem que está desaparecido teria ligado para a vítima após descobrir que ela o denunciou. Durante a ligação ele disse que ela “ia paga” e que mais tarde “iria em sua residência”.

Aviso

  • • Nossos editores/colunistas estão expressando suas opiniões sobre o tema proposto e esperamos que as conversas nos comentários de artigos do JORNAL MONTES CLAROS sejam respeitosas e construtivas.
  • • Os espaços de comentários em nossos artigos são destinados a discussões, debates sobre o tema e críticas de ideias, não as pessoas por trás delas. Ataques pessoais não serão tolerados de maneira nenhuma e nos damos ao direito de ocultar/excluir qualquer comentário ofensivo, difamatório, preconceituoso, calunioso ou de alguma forma prejudicial a terceiros, assim como textos de caráter promocional e comentários anônimos (sem nome completo e/ou e-mail válido)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *