Matrículas Aberta - Escola Adventista

Últimas Notícias

SAIBA MAIS AQUI - FAÇA CLICK

Inicio » Economia » Consultoria de crédito aponta 10 passos para entrar em 2020 sem dívidas

Consultoria de crédito aponta 10 passos para entrar em 2020 sem dívidas

Como sair das dívidas em 2020 - Crédito - ShutterStock
Como sair das dívidas em 2020 – Crédito – ShutterStock

 

Organização, diálogo e corte de gastos podem mudar sua vida

Muitas pessoas querem entrar no próximo ano sem nenhuma dívida, por isso, a busca de saídas, como o empréstimo para negativado online, só cresce entre os brasileiros. São mais de 60 milhões de CPF’s negativados em todo país, segundo dados do Serviço de Proteção ao Crédito.

Por isso, traçar metas e criar planos pode ser decisivo para quem está com problemas financeiros, mas deseja iniciar 2020 sem dor de cabeça. Listamos 10 passos que com certeza vão te ajudar a sair do vermelho e gastar o dinheiro com viagens, férias, passeios, e não com dívidas e boletos.

1 – Papel e caneta: anotar é fundamental!

Manter o controle das suas contas significa, em grande parte, anotar tudo que você gasta. Sabe aquele chocolate todo dia após o almoço ou o cafézinho do happy hour? Tem que anotar! Assim, você saberá exatamente para onde o seu dinheiro está indo. Outro ponto é não se perder em meio a vários pagamentos que precisam ser feitos.

2 – Crie metas

Qual o seu objetivo para os próximos seis meses quando o assunto é dinheiro? Com uma meta bem definida, você pode separar as dívidas prioritárias e criar estratégias, como o pagamento das contas mais caras no começo da empreitada. Além disso, você também pode dividir as metas por mês, e dar um passo de cada vez.

3 – Faça um mapa da dívida

 É comum que as pessoas endividadas tenham dívidas diferentes, como dinheiro emprestado de parentes, cheque especial, cartão de loja ou cartão de crédito. Mapear todas essas dívidas e colocar tudo sobre a mesa é fundamental.

4 – Organize o orçamento

Para sair do vermelho e se livrar das dívidas é preciso organizar o seu orçamento. Quanto entra quanto sai do seu bolso. Todo o dinheiro que você recebe no mês e todos os gastos devem estar contabilizados.

5 – Converse com a família

É muito importante envolver toda a família na organização do orçamento e no processo de acabar com as dívidas. Cada membro da sua casa pode ajudar com ideias para diminuir as contas ou conseguir mais dinheiro.

“Você pode trocar seu carro por um mais barato e, com o troco, quitar dívida de cartão e cheque especial”, afirmou André Novaes, planejador da Life Finanças Pessoais, ao UOL.

6 – Corte gastos desnecessários

Apertar o cinto é essencial. Coisas maiores, como viajar, um novo carro ou as férias de fim de ano estão diante dos nossos olhos, então fica mais fácil cortá-las. Outros, no entanto, são quase invisíveis, como apagar a luz quando sair de um ambiente ou juntar o máximo de roupas quando for usar a máquina de lavar. Tudo faz diferença!

7 – Busque uma renda extra

Só cortar não basta. Situações extremas pedem medidas extremas, que fogem da rotina. Se essa for a sua situação, o caminho pode ser a renda extra. Um trabalho nas horas vagas, bicos nos finais de semana ou mesmo com vendas. Faça um esforço de olho no futuro sem dívidas. 

8 – Negocie com os credores

Em algum momento, se você seguir os passos descritos acima, o seu orçamento vai apresentar algumas melhoras. Chegou o momento de negociar com os credores, sejam eles bancos, financeiras ou parentes próximos. Com dinheiro na mão é mais fácil negociar e conseguir desconto. Nesta fase, qualquer dinheiro extra que entrar em sua conta deve ser usado para pagar as dívidas de juros maiores.

9 – Pesquise antes de comprar

Essa é uma dica que vale para todo mundo, não só para quem está com problemas financeiros. Faça pesquisas antes de comprar qualquer produto, do mais caro ao mais barato. É a garantia de que você vai encontrar o melhor preço e, claro, economizar.

10 – Faça uma autoavaliação

A reflexão pode te ajudar a não entrar em uma dívida, e também é fundamental ao sair dela. Pare, pense e tente diagnosticar o que aconteceu para que isso tenha acontecido. Esse processo é muito importante para você fique inadimplente novamente no futuro.

Aviso

  • • Nossos editores/colunistas estão expressando suas opiniões sobre o tema proposto e esperamos que as conversas nos comentários de artigos do JORNAL MONTES CLAROS sejam respeitosas e construtivas.
  • • Os espaços de comentários em nossos artigos são destinados a discussões, debates sobre o tema e críticas de ideias, não as pessoas por trás delas. Ataques pessoais não serão tolerados de maneira nenhuma e nos damos ao direito de ocultar/excluir qualquer comentário ofensivo, difamatório, preconceituoso, calunioso ou de alguma forma prejudicial a terceiros, assim como textos de caráter promocional e comentários anônimos (sem nome completo e/ou e-mail válido)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *