Casa das Apostas Online Betway

Últimas Notícias

SAIBA MAIS AQUI - FAÇA CLICK

Idosos são vítimas mais frequentes de agressão desde o início da pandemia

Idosos são vítimas mais frequentes de agressão desde o início da pandemia

A maioria das 15 mil denúncias de violação de direitos humanos recebidas pelo Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos durante a pandemia do novo coronavírus tem os idosos como vítima. Além de serem um dos grupos de risco para a Covid-19, eles estão mais tempo em casa devido às medidas de distanciamento social e, portanto, mais sujeitos a agressões. 

Idosos são vítimas mais frequentes de agressão desde o início da pandemia
Idosos são vítimas mais frequentes de agressão desde o início da pandemia

 

Nesta segunda-feira (15), foi comemorado o Dia Mundial de Conscientização da Violência Contra a Pessoa Idosa. Por isso, a Organização das Nações Unidas (ONU) alerta para a violação dos direitos dos idosos em meio à pandemia do novo coronavírus.

Recentemente, o Senado Federal aprovou duas propostas para garantir a segurança e o bem-estar dos idosos durante o estado de calamidade pública pela Covid-19.

Uma delas estabelece que durante o período, o poder público deverá adotar medidas necessárias para atender os idosos que sofrerem violência. Um outro projeto destina R$ 160 milhões para Instituições de Longa Permanência de Idosos sem fins lucrativos, como asilos e casas de repousos.

Aviso

  • • Nossos editores/colunistas estão expressando suas opiniões sobre o tema proposto e esperamos que as conversas nos comentários de artigos do JORNAL MONTES CLAROS sejam respeitosas e construtivas.
  • • Os espaços de comentários em nossos artigos são destinados a discussões, debates sobre o tema e críticas de ideias, não as pessoas por trás delas. Ataques pessoais não serão tolerados de maneira nenhuma e nos damos ao direito de ocultar/excluir qualquer comentário ofensivo, difamatório, preconceituoso, calunioso ou de alguma forma prejudicial a terceiros, assim como textos de caráter promocional e comentários anônimos (sem nome completo e/ou e-mail válido)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *