Últimas Notícias

Brasil está entre os países que mais consomem “fast food” no mundo

Você sabia que o Brasil está entre os países que mais consomem fast food no mundo? É verdade! Além, claro, do fato de termos uma população enorme, o que aumenta o consumo natural de qualquer coisa em nossa economia, ainda consta o fato de que somos proporcionalmente mais apaixonados por opções como pizzas, hambúrgueres e outros do que outras nações.

O brasileiro consome tanto fast food que, inclusive, existem adaptações próprias de vários pratos e estratégias de outros países. O Sushi, que nunca foi um prato “fast food” no Japão, se tornou aqui em várias franquias, por exemplo. No entanto, essa paixão cobra caro: o Brasil também já está entre os países com maior obesidade no mundo e o consumo de fast food está intimamente ligado a isso.

Mas por que essa situação acontece? O que explica o fato de que o Brasil está entre os países que mais consomem fast food no mundo? Vejamos alguns motivos abaixo!

O Brasil está entre os países que mais consomem fast food no mundo: 5 motivos

1. Cultura de delivery

Um dos fatores que explica por que o Brasil está entre os países que mais consomem fast food no mundo é a nossa recém-formada cultura do delivery, que não é tão comum assim em outros países do planeta.

Muitos restaurantes com delivery são focados na produção de pratos de fast food, como pizzas, hambúrgueres e muito mais. Existem, claro, aqueles que fazem pratos elaborados, mas a maioria trabalha nessa ideia de comida rápida. Os próprios apps incentivam isso, mostrando aos clientes aqueles restaurantes com menor tempo de produção.

Como o delivery vem crescendo no Brasil (o aumento em 2020 foi de 187%, ou seja, quase o triplo de consumo que em 2019), o consumo de fast food vem aumentando também. Não na mesma proporção, claro, mas em um ritmo acelerado.

2. Sensação de novidade

Responda com honestidade: quando você era criança, costumava comer em fast food? Se você tem 30 ou mais anos, é provável que responda que não. Afinal de contas, essas franquias de comida rápida não eram tão comuns nos anos 90.

Isso faz com que, para muita gente, mesmo hoje o fast food seja uma novidade. É claro que muita gente já vai em shoppings e come nas franquias mais famosas, mas tantos outros ainda nunca fizeram isso.

Esse sentimento de novidade faz com que seja muito fácil criar um “vício” em fast food, o que aumenta o consumo naturalmente. Esse é um processo comum em todos os países que começam a receber franquias como o McDonald ‘s em suas praças de alimentação.

3. Pouca educação alimentar

O Brasil tem um dos planos alimentares mais elogiados no mundo todo, mas ele não costuma ser aplicado em nosso país adequadamente. Ainda que a maior parte da população se alimente bem, ainda assim a nossa educação alimentar é muito pobre.

Por isso, muitas pessoas não entendem exatamente o problema de comer fast food. Elas podem até entender que não é necessariamente algo saudável, mas não sabem que está ligado ao aumento da obesidade ou de doenças cardíacas.

Portanto, esse desconhecimento das condições da comida e de bons hábitos alimentares incentiva o consumo de fast food.

4. Poucas atividades de lazer

Outro elemento que estimula o consumo de fast food é a falta de grandes opções de lazer em cidades que não são grandes centros urbanos. Com a exceção de atividades como o cinema, existem poucas opções realmente diversas de entretenimento e lazer em cidades de médio ou pequeno porte. No entanto, existem franquias de fast food nesses lugares.

Assim, o consumo de fast food se torna, de certa forma, uma importância cultural e de lazer em pequenas cidades. Isso estimula que as pessoas comam mais lá por razões culturais e sociais do que alimentares.

5. Cultura que aprende com os EUA

Por fim, vale mencionar que a cultura brasileira é muito influenciada pela americana. Além da tradicional semelhança por causa da história parecida (ambos colonizados, mais ou menos na mesma época), ainda existe o fato de que filmes, séries e outros produtos culturais dos EUA serem comuns no Brasil.

Isso faz, portanto, que muitos hábitos de lá sejam importados, como o consumo de fast food. Como os EUA consomem muito (estão entre os que mais comem esse tipo de comida no mundo), o Brasil acaba compartilhando desse hábito também.

Pronto! Agora que entendemos porque o Brasil está entre os países que mais consomem fast food no mundo, é importante se atentar aos riscos disso. Afinal de contas, comer fast food traz consequências sérias para o nosso corpo e pode prejudicar nossa saúde, especialmente na área cardiovascular, com o entupimento das veias. Isso sem falar, claro, na obesidade e seus riscos naturais à saúde.

Portanto, conte para a gente: você come muito fast food? O que pretende fazer a respeito?