Últimas Notícias

Como cuidar corretamente dos pneus do caminhão

São Paulo 1/11/2021 –

Mais do que rodar, o pneu garante segurança, conforto e economia ao veículo. Mas isso se houver checagem e troca no tempo certo

Por questões de custo ou mesmo por displicência, muitos motoristas deixam para trocar os pneus de seus caminhões somente quando eles estão muito gastos. Pior, na tentativa de economizar há quem não faça o alinhamento e o balanceamento, o que diminui a vida útil, desalinha outras peças e ainda aumenta os gastos com combustível, além de reduzir a segurança e o conforto.

O valor de um pneu pode até parecer alto, mas ao ser comparado com outras peças, chega-se à conclusão de se tratar de um produto de durabilidade extraordinária. Só para efeito de comparação, o pistão, por exemplo, trabalha dentro de um padrão o tempo todo, assim como outras partes internas do motor. O pneu, não.

É comum estar rodando em uma pavimentação quente em dia de calor e repentinamente ser surpreendido por uma chuva que reduz bruscamente a temperatura. Se essa mudança ocorrer dentro do motor, as peças empenam, mas o pneu, ao contrário, continua firme. Não importa se o pavimento é liso, ondulado, esburacado, quente, frio, com óleo ou outras substâncias estranhas na pista, ele é feito para resistir a tudo isso e durar dezenas de milhares de quilômetros.

Mas como tudo tem limite, é importante fazer a manutenção correta. “Caminhões andam por longas distâncias e por diferentes tipos de estradas, sem contar que são equipamentos de transporte, essenciais para a logística das empresas e para a economia do país. Por essa razão, a manutenção tem de ser feita com regularidade, evitando-se assim desgastes desnecessários, prevenindo acidentes e aumentando a produtividade”, afirma Hovani Argeri, diretor geral de Operação da Via Trucks, concessionária DAF com unidades em Contagem (MG), Guarulhos (SP) e São Bernardo do Campo (SP).
A Via Trucks elaborou algumas dicas para o caminhoneiro cuidar bem dos pneus de seu veículo de trabalho:

Calibragem
É uma tarefa que deve ser rotineira. O correto é encher o pneu de acordo com o que indica o manual do veículo. Nem mais nem menos. Pneu murcho tem mais atrito com o solo, tornando a direção mais pesada, desgastando mais a borracha e outras peças da suspensão, além de resultar em maior consumo de combustível. O pneu pode murchar por defeito na válvula, furo causado por prego, ou mesmo por causa do clima frio, que contrai o ar em seu interior. Muita pressão também gera desgastes e ainda desestabiliza o caminhão, além do que, pneus excessivamente cheios podem estourar com mais facilidade, principalmente em dias quentes, quando o ar em seu interior se expande.

Rodízio
O rodízio possibilita que os pneus e eixos desgastem por igual, mantendo a boa estabilidade, a segurança e o conforto. Deve ser feito periodicamente conforme indicação do fabricante.

Alinhamento e balanceamento
Dois procedimentos que normalmente são feitos em conjunto. Sempre que o motorista perceber que o veículo está puxando para um lado é importante dar uma paradinha na oficina para fazer o alinhamento. Normalmente, o desalinhamento ocorre quando há fortes impactos na suspensão, causados por buracos, depressões ou lombadas. O balanceamento também é importante. Caminhão desbalanceado trepida muito e perde tração. A negligência no alinhamento e no balanceamento reduz a segurança e aumenta exponencialmente o desgaste dos pneus.

Suspensão
Como a suspensão trabalha em conjunto com os pneus é preciso manter em dia a manutenção das molas, amortecedores e eixos. Pneu desgastado interfere negativamente no desempenho da suspensão, assim como a suspensão com problemas pode prejudicar o jogo de pneus.

Freios e rodas
É preciso manter os freios em dia, pois o freio tem seu ponto certo de frenagem sem travar as rodas. E as rodas não podem estar danificadas, já que isso contribuiu para a redução da pressão dos pneus.

Seguindo essas dicas, o caminhoneiro trabalha com mais segurança e conforto e o veículo fica mais produtivo e econômico. Mas para isso, o serviço deve ser feito em oficinas de qualidade.