Últimas Notícias

Proximidade de Black Friday com Natal exige gestão cuidadosa

Uberlândia – MG 17/11/2021 – Para evitar imprevistos, é importante planejar o estoque com bastante antecedência para não perder a oportunidade única do período de vendas de final de ano

Logística de caixa e estoque no período compreendido entre dois eventos com grande adesão de consumidores necessita cuidados especiais; em 2020, eventos movimentaram R$ 21,8 bilhões apenas no e-commerce

Se, historicamente, o mês de dezembro sempre foi um período de grande aquecimento no comércio em decorrência do Natal, nos últimos anos, comerciantes e lojistas dos mais distintos ramos do varejo passaram a se programar para lidar com intensa procura por parte do público consumidor em um grande evento realizado um mês antes: a Black Friday. A proximidade das datas, inclusive, faz com que tanto os consumidores quanto os comerciantes se programem como e quando irão realizar suas compras de fim de ano e de que maneira será realizada a logística de caixa e estoque deste período, respectivamente.

De acordo com uma pesquisa realizada pelas empresas Neotrust e Compre & Confie, em 2020, a Black Friday e o Natal geraram R$ 21,8 bilhões de faturamento somente no e-commerce brasileiro (que equivale a apenas 9% do varejo total) – o levantamento considerou o período compreendido entre 15 de novembro, início do chamado “esquenta” do Black Friday, e a véspera do Natal, no dia 24 de dezembro. 

Analisando os hábitos de compras do consumidor brasileiro nos dois últimos meses do ano, um levantamento do Ibevar (Instituto Brasileiro de Executivos de Varejo e Mercado de Consumo) realizado em dezembro de 2020 indicou que a Black Friday tende a concentrar uma maior procura por bens duráveis, diferentemente do que é verificado nas semanas anteriores ao Natal.

Segundo o levantamento, entre outubro e novembro, estimulados pelas promoções da Black Friday, os consumidores brasileiros fizeram com que 24 categorias de produtos duráveis –  de um total de 28 – registrassem aumento da intenção de compra. Entre os produtos que tiveram um aumento mais relevante na intenção de compra neste período constavam celulares, tablets, jogos eletrônicos e televisores.

Por outro lado, no período imediatamente anterior ao Natal, foi constatada uma queda na quantidade de pessoas interessadas em compras de bens duráveis – entre 28 itens avaliados, 21 registraram redução no número de comerciantes estimulados a comprar esses itens. 

Gestão do “pós-Black Friday” exige cuidados especiais

Se para os consumidores o maior diferencial na experiência de compra nestes dois eventos é mesmo as promoções oferecidas na Black Friday, para os comerciantes, a complexidade ocasionada pela proximidade das duas datas faz com que a logística tenha que ser intensa, devendo ser iniciada meses antes.

Para Cássio Borges, sócio da CODE Brincos Masculinos, gerir o “pós-Black Friday”, com o Natal batendo à porta, é algo extremamente desafiador. Os principais desafios deste período imediatamente posterior à Black Friday, para ele, são: conseguir garantir a entrega de todos os pedidos cumprindo os prazos, “pois geralmente nessa data as transportadoras não conseguem fazer a entrega dentro do tempo estimado”; gerenciar o grande volume de atendimentos, “garantindo que todas as dúvidas e solicitações dos clientes sejam atendidas, sem comprometer a qualidade do atendimento”; e realizar um bom gerenciamento do estoque, que “se não for feito com planejamento, poderá causar um desabastecimento que pode comprometer gravemente as vendas de Natal e Janeiro”.

Essa proximidade entre dois eventos tão importantes faz com que, de fato, o planejamento logístico tenha que ser iniciado com bastante antecedência. “Não é possível planejar dois eventos tão importantes e próximos um do outro, em cima da hora. O planejamento deve começar com muita antecedência, já no mês de julho, para garantir que o estoque de produtos esteja alto em novembro, dezembro e janeiro”, diz Borges.

“Estimamos o nível ideal de estoque, baseado no volume de vendas das Black Fridays e Natal anteriores, sempre adicionando uma margem de segurança”, afirma o comerciante, ressaltando que, na Black Friday, a prioridade é para “produtos que têm um histórico ruim de vendas durante o ano e que chegaram em Novembro com estoque alto”, ao passo que, no Natal, o foco se dá em “lançamentos e novidades”.

Possíveis descuidos durante a Black Friday podem prejudicar meses de negócios

A pandemia de Covid-19 e seus impactos na limitação das interações sociais durante seu período mais crítico, além de gerar um incremento no e-commerce, também fez com que, segundo Borges, os comerciantes aprendessem a lidar com o inesperado e a improvisação. 

“Neste ano de 2020, o mercado aprendeu que é preciso saber lidar com imprevistos na produção dos produtos. Muitas fábricas ficaram fechadas por causa da pandemia de COVID19 e não conseguiram entregar as encomendas. Para evitar que imprevistos como este aconteçam novamente, é importante planejar o estoque com bastante antecedência para não perder a oportunidade única do período de vendas de final de ano”, afirma.

Borges também afirma que, durante a Black Friday, “o mais importante é identificar quais os descontos poderão ser ofertados sem que a margem de lucro seja sacrificada”. Um eventual prejuízo neste período de final de ano, dependendo de sua dimensão, prossegue ele, poderá levar um bom tempo para ser recuperado, comprometendo a lucratividade do negócio ao longo do próximo ano. 

Sobre outros possíveis problemas no pós-Black Friday, o sócio da CODE Brincos Masculinos diz que “falhas de estoque são bem comuns nesse período”, sendo necessário, por isso, que antes do início do período de promoções, seja realizada a contagem dos produtos que serão comercializados com desconto. “Vender o que não tem afeta de forma negativa a relação com o cliente e compromete a credibilidade da empresa”, diz. 

Já em relação à questão das entregas, o mais importante, para ele, é ter bons parceiros logísticos. “O atendimento tem um papel muito importante para contornar possíveis problemas e manter um bom relacionamento com os clientes”, finaliza.

Para mais informações, basta acessar: https://www.codebrincosmasculinos.com.br/

Website: https://www.codebrincosmasculinos.com.br/