Últimas Notícias

Digitalização é tendência para departamento de RH

16/12/2021 – É preciso investir na digitalização do RH, que pode colaborar para a promoção de um relacionamento saudável, produtivo e profícuo para empresas e colaboradores

Segundo estudo, 69% dos profissionais consideram que o setor precisa se reinventar; especialista explica por que investir em digitalização do RH é uma boa opção

Desde o seu surgimento, no início do século XX, o setor de RH (Recursos Humanos) – que, na época, foi chamado de Relações Industriais, considerando o impacto da Revolução Industrial – apresentou evoluções e ampliou sua atuação para além de recrutamentos e demissões. Com a revolução digital acelerada pela pandemia de Covid-19, a área agora experimenta uma nova tendência: a digitalização.

Com efeito, de acordo com um estudo da consultoria KPMG realizado em 2020, 69% dos profissionais da área consideram que o setor de gestão de pessoas precisa se reinventar para lidar com as novas demandas.

Ainda segundo a pesquisa, que ouviu 1.288 pessoas de 59 países, 34% dos entrevistados também afirmaram que é necessário redefinir ou aprimorar a cultura para enfatizar o enfoque digital, o trabalho virtual e a agilidade.

Paralelamente, uma pesquisa realizada pela DocuSign levantou mais informações sobre o processo de digitalização dos procedimentos de recursos humanos. Segundo o balanço – que entrevistou 808 executivos de RH de países como Alemanha, Brasil, Estados Unidos, França, México e Reino Unido -,  83% dos entrevistados revelaram que ainda usam papel para cuidar da maior parte dos acordos e apenas 1% já digitalizou todos os processos.

Na análise de Eduardo Dias Jorge, CEO da SISQUAL WFM (Workforce Management) no Brasil – empresa de tecnologia e desenvolvimento de software de gerenciamento de força de trabalho (workforce management) -, os dados demonstram que a digitalização dos departamentos de RH é uma tendência que ainda deve ser explorada. “Além disso, há evidências de que a adoção destas medidas pode ser benéfica para as companhias que adotam a prática”.

Dias Jorge lembra que um estudo da CNI (Confederação Nacional da Indústria) realizado no âmbito do COPIN (Conselho Temático Permanente de Política Industrial e Desenvolvimento Tecnológico) apresenta noções importantes sobre o conceito de Indústria 4.0, com destaque para seus principais impactos na competitividade e uma agenda de propostas sobre o tema.

“A agenda aborda sete dimensões prioritárias para o desenvolvimento da Indústria 4.0 no país, sendo que mecanismos para a adoção de novas tecnologias, desenvolvimento tecnológico e formação de recursos humanos estão entre elas”, cita.

Por que investir em digitalização do RH?

Para empresas do mercado de saúde, na análise do CEO, a digitalização de RH e departamento pessoal pode ser um fator determinante para a melhora de processos.

“As principais dificuldades do mercado laboral brasileiro no gerenciamento da força de trabalho são, respectivamente, eliminar os processos manuais e burocráticos nos processos de RH e departamento de pessoal, elementos essenciais para minimizar possíveis erros de cálculo na folha de pagamento”, afirma. 

De acordo com o executivo, somente com a digitalização é possível ter uma visibilidade em tempo real de toda a atividade, “seja para quem está coordenando e verificando quem chegou, para o colaborador que está atrasado ou não veio”.

Desta forma, segundo o especialista, o departamento de RH passa a entender os problemas de todas as áreas, o que possibilita mitigar e resolver cada situação de forma mais simples e assertiva.

O CEO da SISQUAL WFM destaca que, a princípio, a área de RH era considerada responsável apenas pelos processos técnicos e burocráticos, como recrutamento. “A este departamento cabia, basicamente, o trabalho de seleção, demissão e treinamento. Mas, ao longo dos anos, o RH ampliou a área de atuação, tornando-se um elemento fundamental para empresas de diversos setores”.

Hoje em dia, segundo Dias Jorge, as tarefas destes profissionais não se restringem a funções operacionais e cotidianas. “O setor evoluiu muito no Brasil e oferece, inclusive, uma visão estratégica e organizacional. Agora, para seguir em um processo de inovação contínua, é preciso investir na digitalização do RH, que pode colaborar para a promoção de um relacionamento saudável, produtivo e profícuo para empresas e colaboradores”.

Para mais informações, basta acessar: www.sisqualwfm.com

Website: http://www.sisqualwfm.com