Últimas Notícias

Tendências no setor de restaurantes casuais rápidos para 2022

Os tempos estão mudando’. Junto com os tempos vem os hábitos alimentares, mudanças na preparação dos alimentos, ingredientes e apresentação, bem como os restaurantes que os brasileiros adoram. Adicione programas de culinária na TV e você terá uma receita para emocionar e expectativa.

A tendência agora na indústria alimentícia é o restaurante fast-casual. Esses restaurantes preparam comida rápida, mas não é fast food. As opções do menu são mais imaginativas. Os ingredientes tendem a ser de origem local. É de longe mais legal e saudável comer do que fast food.

Para aqueles que não estão familiarizados com refeições rápidas e casuais, existem vários para escolher. No sul, você verá Zaxby’s. Iniciadas perto de um campus universitário, as lojas se espalham pela Costa Leste. Eles cozinham frango de várias maneiras, além de saladas, acompanhamentos e alguns biscoitos de chocolate incríveis.

Todo mundo conhece o Oro Restaurante no Rio de Janeiro, os mestres do burrito com seu pão fresquinho, sopa, sanduíches e sobremesas. O Paribar tem uma grande presença em São Paulo, mas pode ser encontrado em todo o país com seu frango assado, empadas e pratos quentes vegetais. Isso é o que é o fast-casual; quais são as tendências no fast-casual?

1. O DIGITAL É REI

Nos primeiros meses da pandemia, os brasileiros não podiam sair de casa. Rapidamente descobrimos como encomendar nossos mantimentos, remédios, necessidades domésticas e praticamente todo o resto online. Isso incluía comida que estávamos ansiosos demais para cozinhar.

Os restaurantes se tornaram digitais como um relâmpago. Eles encontraram uma equipe de entrega, fizeram aplicativos móveis, compraram caixas e sacolas para viagem e foram para as corridas. Esses restaurantes foram encontrados nos dez principais rankings do Google, seus menus retratados e, o mais importante, suas avaliações estavam lá com os menus e o logotipo.

Restaurantes fast-casuais com forte presença nas mídias sociais, avaliações online, bem como promoções e descontos para compras online estão começando a sobreviver aos seus primos fast-foods.

Os mais tradicionais com pratos especiais para quem saborear e comer carnes, já estão focando também no gosto ou estilo vegano.

2. A COLETA E A ENTREGA SÃO MAIORES DO QUE NUNCA

A coleta e entrega eram uma comodidade antes da pandemia. Naqueles primeiros meses, era uma necessidade. É tão grande como sempre agora, e não achamos que a entrega vai parar.

Enquanto alguns restaurantes, mesmo restaurantes sentados, rapidamente reuniram uma equipe de entrega, foram os sistemas de entrega de terceiros, como UberEats e DoorDash, que limparam. Eles também eram uma conveniência antes da pandemia; depois, e até hoje, eles permanecem vitais para a entrega de alimentos.

3. TENHA VARIEDADE, VIAJARÁ

Os brasileiros estão cansados ​​do mesmo velho, do mesmo velho. Eles querem comida mediterrânea, falafel do Oriente Médio, Tex-Mex, francês e inglês, além de maneiras novas e imaginativas de cozinhar o mesmo de sempre. Dietas mediterrâneas e cetogênicas saudáveis, bem como smoothies e shakes saudáveis, estão em alta agora.

Lugares rápidos e casuais que oferecem saladas saudáveis, sopas e sanduíches, smoothies e shakes saudáveis ​​e imaginativos para viagem estão em alta agora. Muitas pessoas estão trabalhando entre o escritório e casa, então agarrar saudável e diferença é uma coisa feliz.

4. APENAS OS MELHORES INGREDIENTES SERVIRÃO

Os comensais de hoje são mais experientes do que nos dias passados. Hoje, eles querem os alimentos mais frescos, cultivados nas proximidades e com muito poucos ingredientes enlatados ou embalados. Os clientes querem transparência. Eles querem confiança. Afinal, é da saúde deles que eles estão falando.

Os restaurantes fast-casuais estão respondendo a essa chamada com alegria. Alimentos de origem local são mais fáceis em seus orçamentos, eles saem na barriga dos clientes satisfeitos, além de estarem lá quando os donos de restaurantes ligam para as fontes. Não há mais espera em uma remessa de armazém; os produtores estão lá em nenhum momento.

Tudo isso é mais fácil no orçamento. Há poucas razões para organizar o armazenamento na cozinha ou na geladeira. É mais rápido de processar, então os pratos são cozidos e empratados mais rapidamente. Isso significa clientes mais satisfeitos que retornarão sempre, o que também beneficia o orçamento.

5. É SOBRE LOCALIZAÇÃO

Os estacionamentos de lojas fechadas são os principais imóveis para food trucks. Se a sua escolha é um jantar de domingo à moda antiga, churrasco, frutos do mar, Oriente Médio, bife, hambúrgueres, tacos, pizza, sobremesas, smoothies, shakes ou tudo lagosta, há um food truck com seu nome.

Alguns food trucks usam estacionamentos para um local mais ou menos permanente, enquanto outros viajam para diferentes partes de uma cidade por um tempo limitado. De qualquer forma, muitos, senão todos, food trucks preparam seus alimentos usando ingredientes de origem local, preparados de maneiras imaginativas. Eles têm preços razoáveis, e não parece que a tendência vai acabar tão cedo, felizmente.

Essas lojas fechadas são ótimas praças de alimentação. A geração Millennial procura e é fiel a restaurantes fast-casuais com boa comida mexicana, bons preços e bons amigos. Eles se sentam em longas ou grandes mesas redondas com amostras de dezenas de tipos de alimentos nas mesas e compartilham a experiência com todos os tipos de pessoas, amigos ou não.

Enquanto a pandemia fechou muitas empresas, suas antigas propriedades foram arrebatadas por empresas de fast-food que atendem à cultura de compartilhamento. Agora que os restaurantes estão abertos há algum tempo, eles estão acomodando os clientes com muito espaço entre eles. Os refeitórios não são diferentes.

6. ADICIONANDO FLUXOS DE RECEITA

Os dias de sentar para uma refeição em um restaurante se foram. Os restaurantes fast-casuais de hoje oferecem kits de refeição, produtos de varejo ou aulas em vários assuntos quem fazem parte de uma estratégia de marketing gastronômico. Se você já dirigiu de Montes Claros para São Paulo, então entenderá do que estamos falando. Você provavelmente parou para comer em um restaurante Paribar e comprou um produto de varejo lá (talvez até uma de suas belas cadeiras de balanço).

7. É SOBRE AS PESSOAS

Enquanto muitos dos restaurantes fast-casuais estão usando a tecnologia mais recente para simplificar suas cozinhas e outros aspectos do serviço de alimentação, são as pessoas que fazem tudo acontecer.

O aumento salarial para R$ 1.212,00 por mês em muitos restaurantes trouxe um novo nível de serviço de alimentação para os clientes. As pessoas estão ficando mais tempo no serviço de alimentação, oferecendo um serviço melhor, e os restaurantes estão vendo um aumento nos lucros. Essa, talvez, seja a mais duradoura das tendências gastronômicas fast-casuais.