Últimas Notícias

Bem me quer, mal me quer: quais são as melhores flores e plantas para o verão?

21/3/2022 –

Aproveitando o calor para decorar o ambiente residencial. Algumas plantas e flores são mais indicadas para o período.

O verão passou, mas o calor continua. Por isso, é importante manter a hidratação e tomar cuidado com a exposição ao sol. Com as plantas não é diferente. Para cada estação do ano há plantas que se adequam melhor à temperatura e luminosidade.

Assim, é importante conhecer algumas sugestões de plantas para embelezar a casa ou presentear neste período quente do ano:

1) Orquídea

Ao contrário do que muita gente imagina, elas são fáceis de cuidar e se adaptam bem em diversos ambientes. Não necessitam de muita luz solar e recomenda-se, em média, regar duas vezes por semana;

2) Girassol

É uma planta tipicamente de verão que se desenvolve bem entre temperaturas de 18 ºC e 33 ºC, e podem ser cultivadas plantadas em vasos ou cortadas e deixadas na água. Resistente, o girassol necessita de sol de forma direta, preferencialmente pela manhã. Se estiver no vaso, regar uma vez por semana é o suficiente.

3) Lírio

Uma planta muito difundida na Europa, Ásia e América do Norte pode ser encontrada em três categorias diferentes: orientais, com flores grandes e perfume marcante; asiáticos, com flores menores, cores variadas e quase sem perfume; ou longuiflorum, utilizado em arranjos e que apresentam flores grandes na cor branca. De corte ou em vaso, os lírios necessitam de água em abundância e luz solar por, pelo menos, metade do dia.

4) Margaridas

Muita gente não sabe, mas existem mais de 20 mil variedades de margaridas na natureza. Ainda assim, os cuidados são os mesmos, não importa a espécie. Em vasos, canteiros ou jardim, elas carecem de luz e bastante água – recomenda-se regar todos os dias, sem encharcar.

Independentemente da espécie, algumas dicas valem para todas as plantas: ao colocar as flores em vasos, é preciso certificar de que eles estão limpos e sem resíduos que podem prejudicar as folhas; trocar a água e cortar diariamente a ponta do caule, atentar-se às condições de luz e exposição solar, não encharcar os vasos (no caso das plantadas) e retirar todas as folhas que, porventura, ficarem submersas na água, impedindo assim a proliferação de bactérias.

*Por Clóvis Souza, CEO da Giuliana Flores

Website: http://www.giulianaflores.com.br