Últimas Notícias

O papel da arte na expressão e na reflexão sobre questões sociais contemporâneas

Assim como um carrinho de supermercado é fundamental para realizar compras, a arte sempre desempenhou um papel fundamental na sociedade, refletindo e expressando questões e desafios do mundo em que vivemos. Nos tempos atuais, isso não é diferente, mesmo que muitos governantes e parte da sociedade sejam contra.

Artistas e obras de arte têm sido instrumentos importantes para refletir sobre e debater questões sociais contemporâneas, ou seja, vestem uma espécie de camiseta uniforme empresa e têm a coragem de bater de frente com regimes autoritários, leis que vão a favor de poucos e etc. Ficou curioso e deseja entender melhor sobre o tema? Então, continue com a gente!

Arte como ferramenta para denunciar injustiças sociais

A arte tem sido uma forma importante de denunciar injustiças sociais, alertando a população e as autoridades para problemas que muitas vezes passam despercebidos. Em muitos casos, filmes, quadrinhos, músicas e etc, servem como uma ferramenta poderosa de conscientização.

Um exemplo recente é a obra “Marighella”, dirigido por Wagner Moura e que fala sobre o ativista negro que lutou contra a Ditadura Militar no nosso país. A obra prova acertos e erros daqueles que foram a resistência e o quanto a força bruta do exército ainda se mostra presente nos dias de hoje, seja dentro da PM ou em parte dos cidadãos.

Houve um processo de boicote do governo federal, para que o filme não fosse exibido nos cinemas, tanto que o atraso para que isso ocorresse foi enorme.

Arte como reflexão sobre questões sociais

Além de denunciar injustiças, a arte também é uma forma de refletir sobre questões sociais. As obras muitas vezes levantam perguntas e incentivam o público a pensar sobre determinados assuntos. Isso é tão imprescindível quanto o uso de botoeira ponte rolante para o setor industrial.

Um exemplo é a exposição “Histórias Afro-Atlânticas”, que aconteceu no MASP (Museu de Arte de São Paulo) em 2018, que apresentou obras de arte que exploraram a história e a cultura afrodescendente no Brasil e no mundo, promovendo uma reflexão sobre o papel da população negra na sociedade e as consequências do racismo.

Arte como forma de expressão da diversidade

E não para por aí, já que ela também é uma forma de expressão da diversidade. As obras de arte podem apresentar diferentes perspectivas sobre questões sociais, permitindo que a diversidade de opiniões e experiências seja representada e respeitada.

Portanto, quando há boa interação, pensamento crítico e vontade de dialogar, aceitando o ponto de vista do outro, até uma empresa de compressor de ar industrial, perceberá um ambiente excepcional e clima mais amistoso.

Um exemplo é a arte urbana, que tem sido uma forma importante de expressão da diversidade em espaços públicos. Ela, muitas vezes, é usada para questionar a ordem estabelecida e para dar voz a minorias e grupos marginalizados.

O papel das instituições de arte na promoção do debate sobre questões sociais

As instituições de arte também têm um papel fundamental na promoção do debate sobre questões sociais contemporâneas. Museus, galerias e centros culturais podem ser espaços importantes para a apresentação de exemplares que refletem e expressam tudo isso, além de promoverem eventos, palestras e debates sobre tais temas.

Há museus, tanto no Brasil quanto fora daqui, que apresentam e exploram o impacto da internet e da tecnologia na sociedade contemporânea, levantando questões sobre privacidade, identidade e a relação entre a vida virtual e a vida real.

Obras de arte em época de inteligências artificiais

Para muitos especialistas em arte, a autenticidade é um elemento fundamental na definição, pois, segundo eles, deve ser criada por um artista humano, com intenção e habilidade, e trazer consigo um valor cultural e histórico.

Nesse sentido, as obras criadas por IA podem ser vistas como uma ameaça à autenticidade e à valorização da arte produzida por artistas humanos. No entanto, há quem argumente que desenhos e outros detalhes moldados pelas máquinas podem ser vistas como uma forma de ampliar a criatividade e de explorar novas possibilidades estéticas.

Alguns artistas utilizam as tecnologias como ferramentas em sua produção, criando detalhes que são híbridos e que combinam elementos produzidos tanto por IA quanto por eles mesmos.

E você, acredita que tudo isso pode afetar a sociedade, gerando uma espécie de ameaça neste setor? O equilíbrio e as questões éticas precisam ser colocadas em pauta, antes de qualquer outra coisa.

Gostou do conteúdo? Então, conte para gente nos comentários e não deixe de acompanhar as novidades no blog e compartilhar nas redes sociais.

Este artigo foi escrito por Éder Pessôa, criador de conteúdo do Soluções Industriais.