Últimas Notícias

Europa – Papa Francisco pede fim da guerra em missa pelo Dia de Todos os Santos

O Papa Francisco pediu neste sábado (1º), ao celebrar missa pelo Dia de Todos os Santos, o fim da guerra para que as crianças, os pobres e fracos não sofram as consequências. Ele criticou o sistema de devastação que impera no mundo, afirmando que não é algo do passado.

O papa lembrou que o seu trabalho é acompanhar os fracos e os que sofrem e pediu a Deus.
O papa lembrou que o seu trabalho é acompanhar os fracos e os que sofrem e pediu a Deus.

“Somos capazes de destruir a terra e tudo o que nos rodeia”, acrescentou o papa na missa, celebrada em um cemitério em Roma e da qual participaram milhares de católicos.

Francisco criticou os “homens que se julgam deuses, que se creem reis”, que “se tornaram donos do reino de Deus” e que são responsáveis pelo sofrimento de milhões de pessoas em todo o mundo.

“São os que causam as guerras, que não contribuem precisamente para semear a semente da vida e só conseguem destruir o mundo e causar sofrimento aos pobres, aos fracos e às crianças”, destacou.

“Todas essas crianças que sofrem, famintas, enfermas, não são crianças de outra espécie, são seres humanos”, advertiu o pontífice.

Ele pediu aos presentes que orem “para que haja paz, pão, para que haja crianças que brinquem com os seus avós, jovens que possam trabalhar” e para que ninguém seja perseguido pela sua fé.

“Gostaria que hoje pensássemos em todos eles, pecadores como nós, mas com vidas destruídas, pois sofrem as consequências dos destruidores”, disse.

O papa lembrou que o seu trabalho é acompanhar os fracos e os que sofrem e pediu a Deus “coragem para que os homens acabem com tudo o que é devastação, destruição e exclusão da paz”.