Últimas Notícias

Conta de luz terá bandeiras tarifárias em 2015; entenda como funciona

A partir de janeiro 2015, o consumidor vai saber se o custo para produzir energia está mais alto e poderá se preparar para conta do mês que vem. A indicação de como está a geração de energia no país virá todo mês na conta de cada consumidor.

Conta de luz terá bandeiras tarifárias em 2015; entenda como funciona
Conta de luz terá bandeiras tarifárias em 2015; entenda como funciona

A bandeira verde significa que os gastos para produzir energia estão normais e não vai ter acréscimo. Se for amarela, os custos da energia estão subindo e o consumidor vai pagar mais R$ 1,50 a cada 100 kilowatts/hora.

A bandeira vermelha quer dizer que os custos já estão mais altos e será cobrado mais 3 reais a cada 100 kilowatts/hora consumidos.

Se já estivesse em vigor, agora a bandeira estaria vermelha em todos os subsistemas de energia do país, que são quatro.

Os estados do Amazonas, Amapá e Roraima não fazem parte do sistema interligado nacional e por isso, as bandeiras não vão valer para os consumidores de lá.

É possível que as bandeiras fiquem diferentes em cada subsistema. Para janeiro, é pouco provável a bandeira verde em qualquer parte do país.

A Aneel diz que, se em um mês, em todo o Brasil, houver a cobrança pela bandeira vermelha, isso vai movimentar, para as distribuidoras, cerca de  R$ 800 milhões.

“A bandeira vai sinalizar qual é o custo real da geração naquele mês, e esse custo real vai ser refletido para o consumidor”, afirma Romeu Rufino, diretor-geral da Aneel (Agência Nacional de Energia Elétrica).

Quando as distribuidoras de energia fizerem o reajuste anual, o que já foi pago pelo consumidor no mês em que o custo da energia aumentou será descontado do cálculo.