Últimas Notícias

FASA é aprovada em edital público do Sebrae sobre educação empreendedora

FASA é aprovada em edital público do Sebrae sobre educação empreendedora

O Curso de Administração das Faculdades Santo Agostinho foi o único de Montes Claros aprovado no chamamento público do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), destinado a selecionar e apoiar, técnica e financeiramente, propostas de parceria com Instituições de Ensino Superior – IES, sediadas no estado de Minas Gerais.

PROJETOS APROVADOS SEBRAE
PROJETOS APROVADOS SEBRAE

 

Para a coordenadora do curso de Administração, Naiara Vieira Silva Ivo, a seleção do projeto “Carreiras empreendedoras e Desenvolvimento de Negócios nas Faculdades Santo Agostinho” comprova o esforço coletivo entre os professores e coordenação de curso para desenvolver o perfil empreendedor do estudante. “Com base no processo de ensino-aprendizagem e por meio de espaços criativos, essa será mais uma oportunidade de integrar fundamentos teóricos à formação de nossos alunos”, explica.

Durante o desenvolvimento do projeto, serão contempladas atividades de ensino, pesquisa e extensão apresentados por meio de seminários, workshop, capacitações, congresso, palestras e fóruns. “Na tentativa de empoderar, aproximadamente 200 jovens estudantes das escolas públicas de Montes Claros/MG, serão realizadas oficinas que possam proporcionar uma visão de empreendedorismo na tentativa de auxiliar na formação educacional e cidadã desses estudantes. Além disso, com a participação de cerca de 400 alunos, teremos uma Feira na qual o objetivo será expor e testar ideias sobre negócios de forma real”, e ainda, o levantamento e elaboração de pesquisas sobre o empreendedorismo, diz a coordenadora.

Tanto a comunidade acadêmica quanto a comunidade civil será beneficiada com o projeto, já que este busca contribuir para a formação de visão empreendedora e potenciais empreendedores, gestores ou pessoas que tenham a necessidade de orientar o desenvolvimento de carreiras e negócios, por meio das diversas atividades contempladas no projeto.

De acordo com o edital, a participação do Sebrae é limitada ao aporte de recursos financeiros de até 70% (setenta por cento) do valor total do projeto. Sendo que a contrapartida da instituição deverá ser de no mínimo 30% do valor.

SEBRAE

O Sebrae lançou em 2013 o Programa Nacional de Educação Empreendedora  –PNEE, que tem como objetivo ampliar, promover e disseminar a educação empreendedora nas instituições de ensino de todo o país por meio da oferta de conteúdos de empreendedorismo nos currículos escolares nos três níveis de ensino.