OI TOTAL COM FIBRA
Inicio » Minas Gerais » MG – MP determina que 55 cidades adotem ações emergenciais em caso de chuva

MG – MP determina que 55 cidades adotem ações emergenciais em caso de chuva

MG – MP determina que 55 cidades adotem ações emergenciais em caso de chuva

Cinquenta e cinco municípios mineiros que têm sofrido com danos e desastres causados pela chuva e que possuem mais de 20.000 habitantes terão que elaborar planos de ações emergenciais para redução de danos antes do próximo período chuvoso, em outubro. A determinação partiu do Ministério Público de Minas Gerais (MPMG), que começou o projeto “Prevenir é melhor que remediar”, e vai avaliar a estrutura de cada município em relação à prevenção e à resolução de danos provocados pelas chuvas. O município que não se estruturar corretamente para o período pode ser ajuizado judicialmente.

Plano devem ser estruturados até outubro e quem não o fizer pode responder judicialmente
Plano devem ser estruturados até outubro e quem não o fizer pode responder judicialmente

 

O projeto foi anunciado na manhã desta terça-feira (6) pela promotora e Coordenadora Estadual das Promotorias de Justiça de Habitação e Urbanismo, Marta Alves Larcher, durante audiência pública na Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG). “A legislação já obriga que os municípios tenham Defesa Civil estruturada e tenham um plano preventivo. Precisamos de ações de prevenção, de resposta e de recuperação, mas a grande maioria dos municípios tem isso de forma muito desestruturada, não tem esse documento formalizado. A mudança de gestão municipal acaba fazendo com que esse trabalho se perca. Então nós vamos retomar esse trabalho com esses casos mais graves e avaliar cada um”, explicou.

Segundo a promotora, o plano preventivo deve conter ações tanto com obras como sem obras. “A limpeza do curso d’água antes do período chuvoso já é um fator que alivia as enchentes, e isso não custa tanto. Agora, eventualmente, ele também vai prever algumas obras. Ele tem que se preparar, elaborar projeto e, se não tiver o recurso para executar, tem que buscar o recurso em nível estadual ou federal”, afirmou. Segundo a Defesa Civil estadual, dos 853 municípios mineiros, apenas 427 possuem coordenadorias municipais de Defesa Civil.

A promotora ressaltou que o projeto inicialmente é de prevenção e que resultados serão cobrados em 2019. “Nós vamos avaliar a partir do meio do ano que vem, depois do período chuvoso de 2019. A gente espera que eles já estejam estruturados até outubro deste ano e passem pelo período chuvoso já respondendo de acordo com o plano elaborado”, afirmou. Os municípios serão acompanhados por promotores locais durante a elaboração do plano.

Aviso: Nossos editores/colunistas estão expressando suas opiniões sobre o tema proposto e esperamos que as conversas nos comentários de artigos do JORNAL MONTES CLAROS sejam respeitosas e construtivas.O espaço de comentários em nossos artigos é destinado a discussões, debates sobre o tema e críticas de ideias, não às pessoas por trás delas. Ataques pessoais não serão tolerados de maneira nenhuma e nos damos ao direito de ocultar/excluir qualquer comentário ofensivo, difamatório, preconceituoso, calunioso ou de alguma forma prejudicial a terceiros, assim como textos de caráter promocional e comentários anônimos (sem nome completo e/ou email válido).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *