Publicidade FENICS 2108 - RESERVE JÁ,JÁ, SEU STAND!  

PUBLICIDADE

COPASA - MONTES CLAROS
Inicio » Colunistas » Hesiodo José » Coluna do Hesiodo José – Fragmentos Diários (aumento e também invento)

Coluna do Hesiodo José – Fragmentos Diários (aumento e também invento)

Coluna do Hesiodo José – Fragmentos Diários (aumento e também invento)

Inutilidades Públicas

O Brasil está dividido em partes desiguais. A maioria quer Lula Livre na Presidência da Republica, outra parte quer Lula na grade e inelegível. Mas por mais que se cresça o movimento político na nação, entender do assunto não é para todos. A redação do Jornal através da Coluna Fragmentos Diários, estivera nas duas ultimas semanas em algumas importantes cidades do Norte de Minas como: Aparecida do Mundo Novo, Tabocal, Zinabre, Rompe Ferro, Burarama e  Mirabela.

A pergunta era:  Qual o Brasil que eu quero pra mim se Lula não for libertado?

José Alvaro – Tabocal. O Brasil que eu quero  para mim se Lula não for libertado é um Brasil que respeite o casamento Gay, eu e Lucilio nos amamos e queremos viver em paz.

Lisianilda Batista – Mirabela. Se Lula não for libertado o Brasil que eu quero é um Brasil sem gente do PT que rouba prédio nas praias e vende nos Estados Unidos, acho que além de prender Lula tem que prender também o Papa Francisco aquilo é um safado.

Feliciano Galdencio – Burarama. Eu quero um Brasil com todos os médicos que faz  exame  de prósta  na cadeia, num  pricisa infiar no dedo daquele jeitio. Estuda pra quê? Infiar o dedo no cu dos outro  e sair rino? Vão pro meio do zinferno  camboi de desgraça!

Ernane Nestor- Rompe Ferro. Um Brasil sem lula eu  não quero. Se Lula não for libertado arrumo as trouxas e me mando pra São Paulo.

Riso da hora

 

Um velhinho estava num  barco fazendo um passeio,  de repente começa a passar mal. As pessoas em volta se agitam em busca de um médico ali na embarcação. Dez minutos depois acham um que começou imediatamente   examiná-lo dizendo: – Tenho uma péssima noticia,  o senhor só tem mais três minutos de vida. O  velhinho de olhos lacrimejando  argumentou : – Eu  queria realizar um desejo, beijar pela ultima vez  a bandeira de cuba. Ai todos no barco se mobilizaram a  procura duma bandeira de cuba, mas infelizmente não acharam. Porém  uma mulher,  disse que  tinha a bandeira tatuada  na bunda, caso servisse. Levaram-na correndo para mostrar ao  velhinho. Ela  arriou  as calças e colocou  a bunda na cara dele, para que beijasse a bandeira. O velhinho foi á loucura beijando, beijando, lambendo e  gritando viva Cuba, a mulher solicita para realizar completamente os desejos daquele sub óbito,  ficou de quatro para aumentar o tamanho da bandeira. O velhinho então com a voz visivelmente recuperada e ansiosa  disse a ela: — Realizei o sonho minina, agora vira de frente que eu preciso me despedir do Fidel.

Fica assim, amanhã tem mais…

 

Hesiodo José
Hesiodo José

Leia Também

Gastronomia - Receita de Maminha de forno com legumes assados

Gastronomia – Receita de Maminha de forno com legumes assados

* Por: Jornal Montes Claros - 24 de Maio de 2018. Gastronomia – Receita de …

Aviso: Nossos editores/colunistas estão expressando suas opiniões sobre o tema proposto e esperamos que as conversas nos comentários de artigos do JORNAL MONTES CLAROS sejam respeitosas e construtivas. O espaço de comentários em nossos artigos é destinado a discussões, debates sobre o tema e críticas de ideias, não às pessoas por trás delas. Ataques pessoais não serão tolerados de maneira nenhuma e nos damos ao direito de ocultar/excluir qualquer comentário ofensivo, difamatório, preconceituoso, calunioso ou de alguma forma prejudicial a terceiros, assim como textos de caráter promocional e comentários anônimos (sem nome completo e/ou email válido).



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *