Vaga no Bolso
Inicio » Montes Claros » Jardim para Borboletas irá homenagear a enfermeira Tonha, da Santa Casa de Montes Claros

Jardim para Borboletas irá homenagear a enfermeira Tonha, da Santa Casa de Montes Claros

Jardim para Borboletas irá homenagear a enfermeira Tonha, da Santa Casa de Montes Claros

Com a finalidade de embelezar a cidade e promover a cidadania, a Prefeitura de Montes Claros, em parceria com o Ministério Público Estadual, vem enfeitando vários pontos do município utilizando o trabalho de pessoas privadas de liberdade e em situação de rua, através do programa “Para Além das Prisões”. Um dos projetos atendidos pelo programa é o “Jardim para Borboletas”, que tem a finalidade de homenagear mulheres ativas na sociedade através da construção de jardins com esculturas de borboletas feitas em aço.

Jardim para Borboletas irá homenagear a enfermeira Tonha, da Santa Casa de Montes Claros
Jardim para Borboletas irá homenagear a enfermeira Tonha, da Santa Casa de Montes Claros

 

 

O primeiro Jardim para Borboletas foi instalado na praça da Rodoviária em homenagem à promotora de justiça Ana Eloísa Marcondes da Silveira, em reconhecimento ao seu trabalho realizado no Norte de Minas em defesa do meio ambiente e pela sua luta por uma sociedade socioambientalmente mais justa. O próximo jardim será inaugurado no cruzamento das avenidas Mestra Fininha e Deputado Esteves Rodrigues, em homenagem à enfermeira Antônia Colares, a popular Tonha da Santa Casa, na próxima quinta-feira, 22, a partir das 16 horas.

Além da promotora Ana Eloísa Marcondes da Silveira e da enfermeira Tonha da Santa Casa, outras 11 mulheres já foram escolhidas pela comissão de parceiros que coordena o projeto: Yvvone Silveira, Marina Lorenzo Fernandez, Josefina Mendonça, Irmã Veerle, Heloísa Sarmento, Dona Tirburtina, Zezé Colares, Dona Custodinha, Yara Tupynam, Dona Jaci Ribeiro e Dra. Príscila.

Os seguintes critérios foram utilizados para a escolha das mulheres homenageadas: 1) Ter ou ter tido uma trajetória de vida de envolvimento com questões sociais, culturais, ambientais, educacionais, etc.; 2) Realizar ou ter realizado ações que tiveram impacto positivo no Município de Montes Claros; 3) Não ter ou não ter tido vínculo com partido político; 4) Ser ou ter sido proativa, democrática, transparente, inspiradora, motivadora e inovadora.

Nessa primeira etapa serão homenageadas as mulheres supracitadas. Contudo, em etapas posteriores, a ideia é ampliar a homenagem a outras mulheres, sugeridas pela população, observando-se os critérios estabelecidos.

Também já foram mapeados 09 espaços que apresentam melhor visibilidade no cenário urbano montes-clarense para a instalação dos jardins: 1) Rotatória do bairro Ibituruna; 2) Rotatória do bairro Sion; 3) Rotatória da Real; 4) Rotatória da Cowan; 5) Trevo da Coca-Cola; 6) Anel da saída para Belo Horizonte – Posto Abrantes; 7) Passarela do SESC, na Av. Sanitária; 8) Praça do bairro Todos os Santos; e 9) Canteiro da Prefeitura Municipal.

Quem é Tonha da Santa Casa?

Antônia Colares, a popular Tonha da Santa Casa, nasceu em Grão Mogol, em 15 de março de 1935, onde viveu até os 11 anos. Quarta filha de uma família de 10 filhos, de seu Antônio Colares e Dona Maria Alves da Paixão, ao chegar em Montes Claros trabalhou como babá, época em que já se podia constatar seu carinho pelas crianças. Em 1º de setembro de 1960 Tonha foi admitida na Santa Casa como auxiliar de enfermaria, e fazia de tudo um pouco: ajudava na Sala de Parto, cuidava de Padre Quirino, entre outros afazeres. Tonha morou na Santa Casa por muitos anos. Sua chegada definitiva à Maternidade confirmou sua missão de levar carinho e atenção às mães mais carentes. Ao longo da vida, recebeu da comunidade montes-clarense diversas homenagens pelos serviços prestados durante anos de profissão. Em 1999, a Santa Casa reconheceu a valiosa contribuição de Tonha, concedendo-lhe o Diploma Irmã Beata. Recebeu, em 2010, a medalha “Ivan José Lopes”, em retribuição pelos 52 anos de serviços prestados à saúde da população montes-clarense.

Aviso: Nossos editores/colunistas estão expressando suas opiniões sobre o tema proposto e esperamos que as conversas nos comentários de artigos do JORNAL MONTES CLAROS sejam respeitosas e construtivas.O espaço de comentários em nossos artigos é destinado a discussões, debates sobre o tema e críticas de ideias, não às pessoas por trás delas. Ataques pessoais não serão tolerados de maneira nenhuma e nos damos ao direito de ocultar/excluir qualquer comentário ofensivo, difamatório, preconceituoso, calunioso ou de alguma forma prejudicial a terceiros, assim como textos de caráter promocional e comentários anônimos (sem nome completo e/ou email válido).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *