Últimas Notícias

Norte de Minas – Projeto Rondon Minas visita Januária

Norte de Minas – Projeto Rondon Minas visita Januária

Norte de Minas – Integrantes do Projeto Rondon Minas, de Belo Horizonte, estiveram na sede da prefeitura da cidade para momento de intercâmbio sobre as ações governamentais desenvolvidas na cidade. Vanessa Borborema, Secretária de Governo do município, recebeu os alunos e os professores universitários, Matheus Resende e Álisson Cunha.

Norte de Minas - Projeto Rondon Minas visita Januária - Foro:  José Maria Guedes
Norte de Minas – Projeto Rondon Minas visita Januária – Foro: José Maria Guedes

 

A secretária lembrou dos bons resultados do projeto em Januária, ressaltando a importância da extensão universitária focada no campo social. Além disto, salientou que nos atuais momentos de crise, além de muito trabalho, a Prefeitura tem se responsabilizado com parcerias fundamentais para o desenvolvimento social.

Foi discutido demandas existentes no município que culminarão em projetos que envolvam saúde, educação e estruturas da cidade, como construção de praças, reforma do presídio da cidade e atividades atreladas de cunho humanístico. O professor Álisson Cunha agradeceu e reforço a importância desta parceria na busca de bons frutos para a cidade.

A Associação de Rondonistas do Estado de Minas Gerais foi criada em 11 de abril de 2005 com estratégia de buscar a união de forças de instituições de ensino superior, associações civis e empresas através de uma cooperação solidária que viabilizasse ações para um desenvolvimento integrado e sustentável de regiões de vulnerabilidade social. Seu principal objetivo é promover o desenvolvimento social com responsabilidade socioambiental. O projeto atua pensando em intervenções junto às comunidades numa dimensão de emancipação do ser humano com ênfase à informação, à organização social e ao incentivo à solidariedade, e a universidade trabalhar para que essas ações de intervenção social em comunidades carentes sejam a base para a solução dos problemas locais.

Por Ricardo Soares