Últimas Notícias
POS ON-LINE PUC MINAS

Norte de Minas – Governador de Minas assina ordem de serviço para obras do Sistema São Francisco, em Ibiaí

Norte de Minas – Governador de Minas assina ordem de serviço para obras do Sistema São Francisco, em Ibiaí

Norte de Minas – O governador de Minas Gerais, Romeu Zema e o diretor presidente da Companhia de Saneamento de Minas Gerais (Copasa), Carlos Eduardo Tavares de Castro, assinaram nesta terça-feira (19/1), em Ibiaí, no Norte de Minas, ordem de serviço para início das obras de implantação do Sistema de Abastecimento de Água de Montes Claros – Sistema São Francisco. Serão investidos R$ 257,3 milhões no empreendimento, que beneficiará cerca de 430 mil pessoas da região, garantindo o abastecimento de água pelos próximos 30 anos. Além disso, a obra prevê a geração de aproximadamente 800 empregos diretos e indiretos.

Norte de Minas - Governador de Minas assina ordem de serviço para obras do Sistema São Francisco, em Ibiaí
Norte de Minas – Governador de Minas assina ordem de serviço para obras do Sistema São Francisco, em Ibiaí Gil Leonardi

 

O empreendimento prevê a captação de água por meio de balsas flutuantes instaladas no rio São Francisco, em Ibiaí, seguida pelo transporte da água bruta até a Estação de Tratamento de Água – ETA, localizada no município. Após o processo de tratamento, a água será conduzida por meio de um sistema de adutoras, composto por quatro elevatórias de água tratada até o reservatório situado na área de Estação de Tratamento de Água – ETA Pacuí, em Coração de Jesus.

Zema destacou a importância da obra para o desenvolvimento do Norte de Minas que, ao garantir o abastecimento de água, poderá atrair novos investimentos. Segundo ele, esta é uma demanda antiga da população.

“Essa obra já deveria ter sido concretizada, porque Montes Claros e região já vêm sofrendo com a falta de água há muito tempo. A obra vai propiciar dignidade para as pessoas, pois quem passa por rodízio de água sabe o quanto é difícil ficar um ou dois dias sem abastecimento. Também é uma questão de saúde, já que as condições sanitárias pioram com a falta de água, além de promover o desenvolvimento. Ninguém quer investir onde não tem água disponível. Tudo isso vai ser resolvido com a adutora, que tem previsão de suportar a demanda por pelo menos mais 30 anos”, afirmou o governador.

Investimento

Os recursos para financiamento da obra, da ordem de R$ 257,3 milhões, são provenientes da contratação de operação de crédito de longo prazo realizada pela Copasa junto ao Banco Europeu de Investimentos (BEI). A previsão de conclusão das obras do Sistema São Francisco é de maio de 2022, que terá capacidade de captação de 500 litros por segundo.

A obra complementa o Sistema Pacuí, implantado em 2018, e, além de garantir o abastecimento de Montes Claros nos próximos 30 anos, prevê também o abastecimento dos municípios de Coração de Jesus e Ibiaí.

“O empreendimento pode ser considerado uma alternativa para outras localidades da região que têm sofrido com problemas de desabastecimento nos últimos períodos de estiagem, em benefício de, aproximadamente, 430 mil pessoas”, destaca Carlos Eduardo, diretor presidente da Copasa.

Para o superintendente da Unidade de Negócio Norte, Eduardo Luiz Rigotto, o Sistema São Francisco, em conjunto com o Sistema Pacuí, permitirá maior flexibilidade operacional ao sistema de distribuição de água em Montes Claros, permitindo, durante o período chuvoso, a recuperação do Sistema Verde Grande / Reservatório de Juramento.

“Com a diminuição das chuvas no Norte de Minas, a barragem de Juramento não tem recuperado a capacidade de armazenamento de água no período chuvoso, por isso, a obra é necessária para suprir o déficit de escassez hídrica e garantir o abastecimento de água nos próximos 30 anos, para 100% da população de Montes Claros”, conclui.

Desenvolvimento

A prefeita de Ibiaí, Sandra Maria da Fonseca Cardoso, afirmou que a obra vai levar esperança ao Norte de Minas.

“Para nós, povo do norte mineiro, que todos os dias enfrentamos várias adversidades, a água possui um sentido muito maior do que se possa imaginar. Este dia ficará marcado não apenas pela transposição, mas pela virtude da partilha, da fraternidade, proveniente desde grandioso gesto, dividir com o povo de Montes Claros e região, dividir a verdadeira riqueza do nosso estado, as águas do Rio São Francisco”, disse.

Além de garantir o abastecimento de Montes Claros e região, a obra irá trazer mais desenvolvimento e empregos ao município de Ibiaí. A expectativa é de que sejam gerados cerca de 800 empregos diretos e indiretos.

Progresso

Nascido e criado em Ibiá, o agricultor Antônio Neto Rocha, de 60 anos, também morou por mais de 20 anos em Montes Claros. Hoje, de volta à terra natal, se diz esperançoso com novas possibilidades de desenvolvimento para a região Norte de Minas.

“Ibiaí é uma cidade pequena, que depende muito deste apoio em termos de empregos e desenvolvimento. Estamos entusiasmados vendo este progresso chegando à cidade. Esta captação de água é de grande importância para os pequenos agricultores. O potencial da água é muito bom para Ibiaí e região”, disse Neto Rocha.

Já a comerciante Aiziz Kalil comemora a possibilidade de melhorar a atividade econômica na cidade. “Com esta pandemia ficamos quase um ano parados, o comércio caiu demais, muitas lojas fecharam e deixaram funcionários desempregados. Então acredito que vai ser uma melhoria boa não só para a cidade de Ibiaí, mas para o Norte do estado, que tem muitas famílias passando dificuldades”, afirmou.

Os deputados estaduais Gil Pereira e Zé Reis, que participaram da cerimônia, também ressaltaram a importância da obra para resolver a questão da pouca disponibilidade hídrica da região. Segundo eles, o abastecimento regular da água irá beneficiar a atração de investimentos para Montes Claros e região.