POS ON-LINE PUC MINAS

Montes Claros – Acusado de matar jovem em 2016 é condenado a 37 anos de prisão

Montes Claros – Acusado de matar jovem em 2016 é condenado a 37 anos de prisão

Montes Claros – O crime aconteceu durante uma confusão em uma festa em abril de 2016. Outras duas pessoas foram baleadas e uma mulher foi ferida com estilhaços. O Policial penal Luiz Fernando Figueiredo Aquino foi a júri popular nessa terça-feira (23), em Montes Claros. Além do assassinato do jovem universitário, o policial penal foi condenado por três tentativas de homicídio.

Montes Claros - Acusado de matar jovem em 2016 é condenado a 37 anos de prisão
Montes Claros – Acusado de matar jovem em 2016 é condenado a 37 anos de prisão Foto: Divulgação

 

Condenado a 37 anos de prisão, nesta quarta-feira (24), o policial penal Luiz Fernando Figueiredo Aquino, acusado de matar a tiros o estudante de direito Vinicius Afonso Silva Cordeiro, de 24 anos, em Montes Claros.

Testemunhas relataram à polícia que a briga começou por causa de uma bebida, depois que Luiz teria pegado uma cerveja na mesa de Vinícius sem autorização. Os dois começaram a discutir quando Luiz Fernando sacou o revólver e atirou cinco vezes. Um dos alvejados é um policial civil que tentou parar a confusão. O estudante de direito morreu ao dar entrada no hospital.

O conselho de sentença, formado por sete jurados, reconheceu a materialidade e a autoria do homicídio, com as qualificadoras de motivo fútil, uso de meio que resultou em perigo comum e emprego de recurso que dificultou a defesa da vítima.

Segundo a sentença, a culpabilidade é extremamente elevada, uma vez que, como policial penal, a ação de Luiz Fernando frente ao fato deveria ser diferente.

O Jornal Montes Claros  tenta contato com a defesa do condenado.