Últimas Notícias

Empresas apostam no investimento em IA, segundo Gartner Group

São Paulo 20/12/2021 –

Estudo do Gartner Group mostra que investimentos em Inteligência Artificial devem crescer nos próximos anos, aumentando a competividade e a produtividade das empresa, além de facilitar o lançamento de novos produtos e serivços por parte das empresas.

Segundo estudo do Gartner Group, chamado “Tecnologias emergentes: gastos com tecnologia de IA em 2021”, cerca de 33% das empresas do setor apostam em investimentos de US$ 1 milhão ou mais nos próximos dois em IA. O estudo revela, também, que quase 90% do universo pesquisado apostam em mais investimentos na área nos próximos anos.

O vice-presidente do Gartner Group, Errol Rasit, afirmou que a IA vem amadurecendo e pode ter muitas aplicações, além de analisar dados críticos. É possível que ela seja usada para a geração de novos produtos e serviços, criando novas fontes de receita e até mesmos novos mercados para as empresas. Além disso, ela pode ser usada para melhorar o que já existe, eliminando eventuais gargalos e gerando aumento de produtividade.

Segundo Rasit,  “poucos entrevistados relataram valores de financiamento de menos de US$ 250 mil para tecnologias de IA, indicando que o desenvolvimento de IA é caro em comparação com outras inovações tecnológicas. Este não é um segmento fácil de entrar devido à complexidade de construir e treinar modelos de IA”.

Um ponto de atenção na pesquisa, porém, é o fato de metade dos entrevistados ter revelado preocupação com o grau de maturidade e adoção da IA. Cerca de 41% dos pesquisados entendem que essa tecnologia está em fase de desenvolvimento ou dando os primeiros passos nas empresas adotantes. Assim, apesar da tendência positiva, ainda há uma longa estrada a percorrer até que essa solução tenha escala e volume a ponto de gerar impactos positivos e efetivos na economia de forma importante e abrangente. Quem já investe em IA tem relatado problemas e atrasos com cronograma, em função da sua complexidade natural e da falta de pessoas preparadas para a tarefa. Certamente, há uma correlação entre uma tecnologia recente e a mão de obra para trabalhar com ela. Quanto mais nova a tecnologia, menos gente preparada para preencher as vagas disponíveis. Na medida em que esta tecnologia se consolida, há um aumento natural da demanda por profissionais e a lei da oferta e da procura se encarrega preencher esse vácuo. Segundo a Oracle, empresa que investe pesadamente na solução, Inteligência Artificial “refere-se a sistemas ou máquinas que imitam a inteligência humana para executar tarefas e podem se aprimorar iterativamente com base nas informações que coletam. Ou seja, são máquinas que podem aprender e melhorar seu desempenho usando o comportamento passado para antecipar o futuro.

Algumas aplicações de IA já estão presentes no cotidiano, ainda não sejam perceptíveis. Quando uma pessoa entra em um site e interage com um chatbot, há um mecanismo de IA por trás do processo, fazendo com que a máquina aprenda com as interações e consiga responder de forma mais rápida e eficiente. Assistentes inteligentes também são um exemplo típico de aplicação da tecnologia. Basicamente, eles operam consultando uma base de dados para oferecer respostas às solicitações que são feitas. Quanto maior essa base de dados, maior a precisão da resposta. Ou seja, quanto mais a Inteligência Artificial for usada, quanto mais dados estiverem disponíveis para análise, melhores serão as respostas e mais útil ela será.

Essa característica da IA a torna especialmente atrativa para a área comercial. Outro estudo do Gartner Group descobriu a taxa de conversão de vendas pode ser até 12% menor em negócios que têm nível de complexidade mais elevado. Segundo o estudo, isso se dá porque a quantidade de tarefas e atividades repetitivas, de baixo valor agregado para o negócio, consome tempo do time de vendas e desvia seu foco e energia das atividades principais. Esse tempo poderia ser empregado em melhorar o relacionamento com o cliente, em entender suas necessidades e demandas e em desenvolver soluções mais aderentes ao seu negócio. Além disso, a quantidade de informações, análises, indicadores e relatórios geradas para os vendedores cresce de forma exponencial. Automatizar tarefas repetitivas e aplicar inteligência artificial aos dados brutos e transforma-los em informação gerencial poder gerar um salto exponencial nas vendas, com ganhos interessantes de eficácia e de eficiência. Um vendedor pode ter um número elevado de clientes em sua carteira, cada um demandando uma quantidade de tarefas também elevada. Algumas  serão rotineiras, até triviais. Outras serão estratégicas, como retornar um contato ou enviar uma proposta no momento adequado para não perder o timing da venda. Sem um sistema que gerencie de forma efetiva essas tarefas, há grande chance do vendedor perder algum prazo que possa comprometer a negociação e, em consequência o resultado de vendas.

Assim, na medida em que as soluções de IA fiquem mais maduras, seu preço tende a cair acelerando a curva de adoção pelas empresas, aumentando a produtividade,  a competitividade e entregando resultados de vendas mais saudáveis e sustentáveis no longo prazo.

Website: http://www.sellentt.com.br