Matrículas Aberta - Escola Adventista

Últimas Notícias

SAIBA MAIS AQUI - FAÇA CLICK

Inicio » Esporte » Brasileirão » Brasileirão 2106 – Cruzeiro só empata com a Chapecoense

Brasileirão 2106 – Cruzeiro só empata com a Chapecoense

Brasileirão 2106 – Cruzeiro só empata com a Chapecoense

O Cruzeiro desperdiçou uma boa oportunidade de vencer na tarde deste domingo. No Estádio do Mineirão, o time comandado pelo técnico Mano Menezes errou pênalti e acertou duas bolas na trave, mas não conseguiu evitar o placar de 0 a 0 contra a Chapecoense.

Brasileirão 2106 - Cruzeiro só empata com a Chapecoense
Brasileirão 2106 – Cruzeiro só empata com a Chapecoense

 

Invicto há quatro rodadas, o Cruzeiro faz 38 pontos e fica na 12ª colocação. Na 32ª rodada, às 17 horas (de Brasília) de domingo, o time mineiro enfrenta o Vitória, no Barradão. Já a Chapecoense, 11ª com 42 pontos, volta a campo às 19h30 de domingo para pegar o Santos, na Arena Condá.

Antes do Brasileiro, os dois times têm compromissos por torneios eliminatórios. Às 21h45 (de Brasília) de quarta-feira, no jogo de volta pelas quartas de final da Copa do Brasil, o Cruzeiro pega o Corinthians, no Mineirão. Ao mesmo tempo, no primeiro jogo pelas quartas da Sul-Americana, a Chapecoense visita o Junior Barranquilla.

O Jogo – O Cruzeiro atacou com perigo logo quatro minutos de jogo. Após cobrança de lateral pela esquerda, a bola sobrou do lado oposto para forte chute de Lucas na trave. Pouco depois, o lateral direito recebeu de Robinho e cruzou rasteiro. Rafinha completou e o goleiro Danilo defendeu.

O time mandante manteve o domínio das ações e levou perigo aos 23 minutos do primeiro tempo. Após cobrança de escanteio pelo lado esquerdo, a bola sobrou para Rafael Sóbis. O atacante bateu forte para o gol, mas Gimenez apareceu no meio do caminho e desviou.

O Cruzeiro articulou uma série de boas jogadas no campo de ataque durante o primeiro tempo, mas não conseguiu convertê-las em gols. Na saída para o intervalo no Mineirão, o meia Robinho chegou a reclamar de um suposto pênalti cometido por Gimenez ao tocar a bola com a mão.

O time celeste desperdiçou a chance de abrir o marcador logo aos nove minutos do segundo tempo. Cleber Santana perdeu a bola para Robinho e, na tentativa de recuperá-la, Danilo cometeu pênalti em Ábila. O argentino bateu e o goleiro defendeu a cobrança.

Em uma tarde de pouca inspiração no Mineirão, Ábila perdeu uma nova oportunidade de marcar aos 26 minutos do primeiro tempo. Após cruzamento rasteiro de Edimar pela esquerda, o centroavante argentino completou e acertou a trave do gol defendido por Danilo.

O time dirigido pelo técnico Mano Menezes manteve a posse de bola durante a maior parte do tempo e buscou o gol da vitória até o final, sem sucesso. A Chapecoense foi capaz de se defender e conseguiu levar um empate como visitante. Nos instantes finais, em um contra-ataque, Gil ainda perdeu boa chance diante de Rafael.

FICHA TÉCNICA:

CRUZEIRO 0 X 0 CHAPECOENSE

Local: Estádio Mineirão, Belo Horizonte (MG)

Data: 16 de outubro, domingo

Horário: 17h (horário de Brasília)

Árbitro: Luiz Flávio de Oliveira (SP)

Assistentes: Miguel Cataneo Ribeiro da Costa (SP) e Herman Brumel Vani (SP)

Cartões amarelos: Romero (CRU); Cleber Santana (CHA)

CRUZEIRO: Rafael; Lucas, Léo, Bruno Rodrigo e Edimar; Henrique (Ariel Cabral), Lucas Romero, Robinho, Rafinha (Alisson) e Rafael Sóbis (Willian); Ramon Ábila

Técnico: Mano Menezes

CHAPECOENSE: Danilo; Gimenez, Neto, William Thiego e Dener (Gil); Matheus Biteco, Sergio Manoel, Cleber Santana e Alan Ruschel (Hyoran); Kempes (Bruno Rangel) e Ananias

Técnico: Caio Júnior

Aviso

  • • Nossos editores/colunistas estão expressando suas opiniões sobre o tema proposto e esperamos que as conversas nos comentários de artigos do JORNAL MONTES CLAROS sejam respeitosas e construtivas.
  • • Os espaços de comentários em nossos artigos são destinados a discussões, debates sobre o tema e críticas de ideias, não as pessoas por trás delas. Ataques pessoais não serão tolerados de maneira nenhuma e nos damos ao direito de ocultar/excluir qualquer comentário ofensivo, difamatório, preconceituoso, calunioso ou de alguma forma prejudicial a terceiros, assim como textos de caráter promocional e comentários anônimos (sem nome completo e/ou e-mail válido)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *