OI TOTAL COM FIBRA
Inicio » Montes Claros » Voluntários criam Natal Solidário quer atender 300 crianças do Bairro Castelo Branco

Voluntários criam Natal Solidário quer atender 300 crianças do Bairro Castelo Branco

Voluntários criam Natal Solidário quer atender 300 crianças do Bairro Castelo Branco

O Natal está chegando e com ele às tradicionais festas de final de ano. Nesta época, os amigos e familiares trocam presentes. Porém, essa não é a realidade de muitas pessoas que necessitam de uma pequena ajuda para tornarem essa data mais especial.

Voluntários criam Natal Solidário quer atender 300 crianças do Bairro Castelo Branco
Voluntários criam Natal Solidário quer atender 300 crianças do Bairro Castelo Branco

 

Neste ano, dois jovens de Montes Claros tiveram uma a ideia de criar o “Natal Solidário” para atender crianças carentes do bairro Castelo Branco. A iniciativa partiu da jovem Rayssa de Luar que junto com Kelles Miranda, desenvolveu o projeto.

Rayssa de Luar, de 24 anos, destacou como surgiu a ideia de criar o projeto. “Fui estagiária no Programa Estratégia Saúde da Família, do bairro Eldorado. Essa ESF atende à comunidade do Castelo Branco e através do contato com as famílias, percebemos quão numerosa é a população local. Assim, criamos esse projeto para dar visibilidade às crianças que padecem sem merecer”, relatou a enfermeira.

Kelles Miranda considera o projeto importante e descreveu o objetivo da ação. “O propósito é levar alegria para todas as crianças e suas famílias carentes que enfrentam muitas dificuldades todos os dias. Isso é muito importante porque devemos ajudar a quem precisa”, descreveu o jovem.

O “Natal Solidário” será realizado em parceria com o projeto “Alvo.com/Missões Urbanas”, desenvolvidos por jovens da Igreja Batista de Montes Claros, que trabalham com crianças, escolas, evangelização, moradores em situação de rua e outros trabalhos sociais.

Os moradores do bairro Castelo Branco aprovaram a ideia. É o caso de Jéssica Costa, que relatou que as crianças precisam de ajuda, pois a realidade de muitas delas é precária. “Muitas crianças aqui são carentes e suas famílias não tem condições de atender as necessidades básicas de seus filhos. Projetos como esses são interessantes, pois os meninos e meninas sentem que alguém que não é diretamente ligado a eles se importa com seu bem-estar”, disse a moradora.

No Natal as pessoas estão mais sensibilizadas do amor ao próximo. Segundo a jovem Rayssa “as pessoas, nesta época estão dispostas a ajudar, por isso a população deste bairro precisa saber que há pessoas que se importam com elas para criarem resiliência e realidades serem mudadas e transformadas”, destacou.

As doações são feitas por diversas pessoas da cidade de Montes Claros e região. Deijane Graciele é uma dessas voluntárias que se dedicou para doar e contribuir com o projeto.

De acordo com a advogada, nesta época tudo é esperança para a criançada. “No final do ano tudo é mágico, a expectativa de ganhar presentes paira na mente deles, mas infelizmente nem todas são surpreendidas”, disse.

A advogada ainda falou à nossa equipe que deixou um exemplo de solidariedade para seus filhos. “Em comum acordo com os meus filhos decidimos fazer uma seleção dos brinquedos que estão ‘esquecidos’, porém totalmente funcionais para alegrar algumas crianças. Além de ser maravilhoso compartilhar brinquedos com outras crianças, deixamos a marca em nossa família”, falou a advogada.

Kelles descreveu que esta iniciativa partiu da necessidade que o bairro vive atualmente. “O bairro é muito carente e precisamos ajudar. Isso está no meu sangue, eu amo ajudar e quando entregamos um brinquedo para um acriança e vemos a felicidade no olhar dela é como conceder um presente para o próprio filho”, ressaltou.

Segundo os organizadores, 300 crianças de 0 a 5 anos devem ser alcançadas com as doações feitas por moradores de toda cidade de Montes Claros. As doações podem ser feitas através dos telefones: (38) 99177-7779 ou (38) 99137-5606.

Aviso: Nossos editores/colunistas estão expressando suas opiniões sobre o tema proposto e esperamos que as conversas nos comentários de artigos do JORNAL MONTES CLAROS sejam respeitosas e construtivas.O espaço de comentários em nossos artigos é destinado a discussões, debates sobre o tema e críticas de ideias, não às pessoas por trás delas. Ataques pessoais não serão tolerados de maneira nenhuma e nos damos ao direito de ocultar/excluir qualquer comentário ofensivo, difamatório, preconceituoso, calunioso ou de alguma forma prejudicial a terceiros, assim como textos de caráter promocional e comentários anônimos (sem nome completo e/ou email válido).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *