Empréstimo Consignado para aposentados, pensionistas do INSS

Últimas Notícias
Casa das Apostas Online Betway

MG – Sirene toca e 500 pessoas são retiradas de casa por causa de barragem da Vale em Barão de Cocais

MG – Sirene toca e 500 pessoas são retiradas de casa por causa de barragem da Vale em Barão de Cocais

Cerca de 500 pessoas das comunidades de Socorro, Tabuleiro e Piteiras, em Barão de Cocais, na região Central de Minas, que moram próximo à barragem Sul Superior da mina Gongo Soco, deixaram suas casas na madrugada desta sexta-feira (8) após avisos por sirenes da Vale.

Segundo a Vale, a decisão é preventiva e aconteceu após a empresa de consultoria negar a Declaração de Condição de Estabilidade à estrutura
Segundo a Vale, a decisão é preventiva e aconteceu após a empresa de consultoria negar a Declaração de Condição de Estabilidade à estrutura

 

A ação veio após determinação da Agência Nacional de Mineração (ANM), que foi informada pela Vale que a empresa estaria dando início ao nível 1 do Plano de Ação de Emergência de Barragens de Mineração (PAEBM) em Gongo Soco.

De acordo com a Vale, a decisão teve caráter preventivo e aconteceu após a empresa de consultoria Walm negar a Declaração de Condição de Estabilidade à estrutura.

Segundo Vinícius Almeida, morador da cidade, a população foi acordada às 3h da manhã pela polícia, que avisava sobre a possibilidade de rompimento da barragem da cidade. No Twitter, o jovem afirmou que as comunidades deixaram as casas e foram levadas para o poliesportivo do município. Barão de Cocais está distante 100 km de Belo Horizonte.

Segundo o secretário de comunicação da cidade, Mardem Chaves, está sendo feito um monitoramento da mina antiga da cidade, que já é desativada. O nível 2 de risco foi acionado e a Agência Nacional de Mineração e Estado recomendaram a saída dos moradores da comunidade do Socorro, comunidade mais próxima da barragem.

De acordo com o plano de evacuação, em uma eventual ruptura a comunidade seria atingida entre 6 a 12 minutos. Ônibus da Vale e veículos da prefeitura estão retirando essas famílias, que estão sendo levadas para o ginásio da cidade. A comunidade de socorro fica a 2 km da barragem. Não houve ruptura, trata-se de uma medida de precaução.

Como medida de segurança, a Vale informou que está intensificando as inspeções da barragem Sul Superior. Também será implantado equipamento com capacidade de detectar movimentações milimétricas na estrutura. A Vale está trazendo consultores internacionais para fazer nova avaliação da situação no próximo domingo (10).

As informações são do Portal Hoje em Dia

Quer saber as notícias do Jornal Montes Claros em primeira mão? Siga-nos no Facebook @jornamoc, Twitter @jornalmoc e Instagram @jornalmoc.