SMART FIT - MONTES CLAROS

Turbo Pesquisa - CLIQUE AQUI PARA MIAS INFORMAÇÕES
Inicio » Norte de Minas » Norte de Minas – Empregada doméstica que furtou de sua patroa R$150 mil reais em Taiobeiras é conduzida para o Presídio de Rio Pardo de Minas

Norte de Minas – Empregada doméstica que furtou de sua patroa R$150 mil reais em Taiobeiras é conduzida para o Presídio de Rio Pardo de Minas

Norte de Minas – Empregada doméstica que furtou de sua patroa R$150 mil reais em Taiobeiras é conduzida para o Presídio de Rio Pardo de Minas

Norte de Minas – Foi presa pela Polícia Civil de Taiobeiras no Norte de Minas,  M.S.L. pela prática do crime de furto qualificado na residência em que trabalhava.

Norte de Minas - Empregada doméstica que furtou de sua patroa R$150 mil reais em Taiobeiras é conduzida para o Presídio de Rio Pardo de Minas
Norte de Minas – Empregada doméstica que furtou de sua patroa R$150 mil reais em Taiobeiras é conduzida para o Presídio de Rio Pardo de Minas

 

De acordo com a Polícia Civil, M.S.L. trabalhava de empregada doméstica na residência de uma empresária em Taiobeiras,  acerca de 8 meses. Até então era considerada funcionária de confiança pela vítima, pois tinha acesso a todos ambientes da residência e ainda possuía as chaves do imóvel.

Na data de 10/12/2018, a empregada doméstica M.S.L após encerrar seu expediente de trabalho, deixou a residência e desapareceu juntamente com seu amasio e sua filha menor de 3 anos. Nem a própria família sabia do seu paradeiro.
A patroa de M.S.L, achou estranho o sumiço da sua empregada que não dava notícias e nem atendia seus telefonemas.
Ao procurar por uma quantia em dinheiro que havia deixado em seu guarda-roupa, percebeu que o dinheiro não estava mais lá, sendo subtraído a quantia de  R$ 150.000,00(cento e cinquenta mil reais) que estavam separados para quitar despesas das suas lojas e fazer pagamento de 13º salário de seus funcionários.

As investigações duraram cerca 9 meses, e foi concluído que M.S.L, cometeu  furto qualificado, mediante abuso de confiança da vítima, uma vez que teve colaboração de outra pessoa no cometimento do crime.

A autora foi conduzida ao presídio de Rio Pardo de Minas e responderá pelo crime cometido, podendo  ser condenada de 2 a 8 anos de prisão.

Por Diana Maia do Blog Jornalismo Imparcial

Aviso

  • Nossos editores/colunistas estão expressando suas opiniões sobre o tema proposto e esperamos que as conversas nos comentários de artigos do JORNAL MONTES CLAROS sejam respeitosas e construtivas.
  • Os espaços de comentários em nossos artigos são destinados a discussões, debates sobre o tema e críticas de ideias, não as pessoas por trás delas. Ataques pessoais não serão tolerados de maneira nenhuma e nos damos ao direito de ocultar/excluir qualquer comentário ofensivo, difamatório, preconceituoso, calunioso ou de alguma forma prejudicial a terceiros, assim como textos de caráter promocional e comentários anônimos (sem nome completo e/ou e-mail válido)
 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *