Empréstimo Consignado para aposentados, pensionistas do INSS

Últimas Notícias
Casa das Apostas Online Betway

Corpo de animal que tem 18 mil anos é encontrado na Sibéria

Corpo de animal que tem 18 mil anos é encontrado na Sibéria

Um corpo de um animal foi encontrado no gelo próximo ao rio Indigirka, em Yakutsk, na Sibéria (Rússia). A cidade é uma das frias do mundo. O animal, que é um filhote e tem 18 mil anos, pode ser o cão mais antigo já confirmado.

Apelidado de Dogor, que significa “cachorro ou lobo”, o animal está sendo estudado desde o verão de 2018, quando foi encontrado. O filhote é acompanhado pelos cientistas Love Dalén e Dave Stanton. Ambos tentam descobrir se o animal é um cão ou um lobo. Neste período, os cães já foram domesticados.

O animal está bastante conservado. Segundo os cientistas, parece até que ele morreu recentemente. Os dentes estão preservados e o corpo coberto de pelos. Além disso, ele está com a caixa torácica exposta e os olhos fechados.

Corpo de animal que tem 18 mil anos é encontrado na Sibéria

Para tentar desvendar que espécie de animal é Dogor, cientistas russos enviaram amostras do canino ao Centro Sueco de Paleogenética (CPG). Uma das hipóteses é que o animal seja uma espécie transitória entre cão e lobo. A causa da morte do filhote ainda está sendo investigada.

 

Quer saber as notícias do Jornal Montes Claros em primeira mão? Siga-nos no Facebook @jornamoc, Twitter @jornalmoc e Instagram @jornalmoc.