Casa das Apostas Online Betway

Últimas Notícias

SAIBA MAIS AQUI - FAÇA CLICK

Montes Claros – Profissionais de saúde dos hospitais de Montes Claros recebem cartinhas escritas por alunos da Escola Adventista

Montes Claros – Profissionais de saúde dos hospitais de Montes Claros recebem cartinhas escritas por alunos da Escola Adventista

Montes Claros – A aluna do 9º ano da Escola Adventista de Montes Claros Nicolle Evellyn, de 13 anos, exprimiu através de palavras todo o seu sentimento para homenagear os profissionais que trabalham nos hospitais.

Cartas e livros A Maior Esperança foram entregues para homenagear os profissionais que trabalham nos hospitais
Cartas e livros A Maior Esperança foram entregues para homenagear os profissionais que trabalham nos hospitais

Demonstrando sensibilidade, empatia e emoção, Nicolle, com o coração, disse em uma das 280 cartas escritas pelos alunos da Escola Adventista endereçada a todos os profissionais que trabalham nos hospitais: “Vocês médicos, enfermeiros, técnicos, e todos que trabalham nos hospitais, vocês são o orgulho da nossa nação Continuem mostrando a todos que ‘Nem todo herói usa capa’. Alguns usam jalecos ou somente arriscam sua vida em favor do próximo. Meu muito obrigado, de todo o meu coração”.

As cartas e mais 280 livros A Maior Esperança foram levadas nesta quarta-feira, 08, pelos servidores da Educação Adventista nos Hospitais das Clínicas Dr. Mário Ribeiro, Aroldo Tourinho, Santa Casa e Universitário, e foram escritas por alunos do 6º ao 9º ano. l.

Cristina Neiva, diretora da Escola Adventista, afirma que a instituição tem desempenhado seu papel social diante da crise
Cristina Neiva, diretora da Escola Adventista, afirma que a instituição tem desempenhado seu papel social diante da crise

Palavras transformam

Eliel Nunes, professor Língua Portuguesa e Literatura explica que a ação (projeto) não foi apenas palavras escritas por crianças e adolescentes,  mas sim esperança, motivação e ‘combustível’ para os profissionais que trabalham nas instituições hospitalares.

Ele conta que a ideia da ação surgiu durante conversa sobre a situação atual, quando foi desafiado pela direção da escola a desenvolver alguma ação com os alunos neste período de quarentena.

“No dia seguinte, resolvi dar uma aula aos alunos sobre carta aberta. No mesmo instante passei a atividade para todas as turmas fazerem uma Carta aberta aos profissionais da saúde. Enviei uma das cartas à coordenadora pedagógica, ela se emocionou e me perguntou o que eu achava de darmos um jeito de dar algumas para algum hospital. Resolvemos crescer a ideia e levamos as cartas para todos os hospitais da nossa cidade”, explica o professor.

Para o superintendente do hospital Santa Casa, Maurício Sérgio, a iniciativa é como um combustível para todos que estão na linha de frente
Para o superintendente do hospital Santa Casa, Maurício Sérgio, a iniciativa é como um combustível para todos que estão na linha de frente

Para Eliel as letras, quando usadas como canal de benesses a quem precisa, podem transformar o mundo inteiro. “Formei em Letras. Vi as muitas teorias e seus teóricos e filósofos. Li muito, mas é nas ruas, nos presídios e hospitais é que realmente fazem diferença e expõem seus verdadeiros significados, ou seja, quando as praticamos. Este projeto, nem deu tempo para darmos um nome, apenas um título: ‘Carta aberta aos profissionais da saúde’, trouxe e levou vida. A quem? A mim, aos alunos, aos pais, à direção acadêmica e, por enquanto, aos profissionais da saúde. Por enquanto, pois levará à casa deles também”, observa Nunes.ristina Neiva, diretora da Escola Adventista, salienta que esta ação reforça a importância que esta instituição dá as causas sociais. Ressalta a importância do trabalho realizados pelos profissionais da saúde neste momento onde o mundo passa por uma crise jamais vista.

“O sentimento é de gratidão por cada um que trabalha nos diferentes setores de um hospital. Que as cartas escritas pelos nossos alunos possam motivar ainda mais estes nossos heróis”, assina Neiva. 

A coordenadora pedagógica da Escola Adventista, Elenciria Oliveira da Cruz, enfatiza a importância da ação. Segundo ela, é importante que mesmo dentro de casa, distantes dos ambientes hospitalares, os alunos possam refletir sobre o papel desempenhado pelos profissionais de saúde.

“Colocar -se no lugar do outro e valorizar o trabalho desempenhado por estes valorosos profissionais, essa foi a forma que escolhemos para expressar o nosso muito obrigado em nome da Educação Adventista”, frisa.

Hospitais x emoção

Para o superintendente do hospital Santa Casa, Maurício Sérgio, a iniciativa é como um combustível para todos que estão na linha de frente.

“Saber que são palavras que saíram do coração de crianças, deixa a todos muito emocionados. Nossa proposta é cuidar da população como um todo e a Santa Casa estará sempre presente para cumprir sua missão, que é salvar vidas. Muito obrigado”, disse.

Zilá Aparecida Soares Pereira da Diretoria de Qualidade e Inovação do Hospital Aroldo Tourinho afirma que este é um de amor ato de amor e força que acalentará os corações de enfermeiros, médicos e outros profissionais da assistência.

“Nós, do Hospital Aroldo Tourinho, agradecemos muito a Escola Adventista e seus alunos pelas cartinhas que, com certeza, chegará aos nossos profissionais, levando o carinho das crianças a estes colaboradores nesse momento de crise e luta contra o coronavírus”, afirma Zilá.

Colaboradores e direção do Hospital das Clínicas Dr. Mário Ribeiro também se emocionaram com a homenagem e demonstraram gratidão pela iniciativa. Segundo a diretora assistencial do hospital, Juliana Paulino, “este projeto representa um grande reconhecimento ao trabalho realizado pelos profissionais da saúde. “Ficamos emocionados e agradecidos por tamanha homenagem”, finalizou a gestora.

Cartas foram enviadas digitalizadas para o Hospital Dilson Godinho como forma de homenagear os profissionais que trabalham nesta instituição.

Aviso

  • • Nossos editores/colunistas estão expressando suas opiniões sobre o tema proposto e esperamos que as conversas nos comentários de artigos do JORNAL MONTES CLAROS sejam respeitosas e construtivas.
  • • Os espaços de comentários em nossos artigos são destinados a discussões, debates sobre o tema e críticas de ideias, não as pessoas por trás delas. Ataques pessoais não serão tolerados de maneira nenhuma e nos damos ao direito de ocultar/excluir qualquer comentário ofensivo, difamatório, preconceituoso, calunioso ou de alguma forma prejudicial a terceiros, assim como textos de caráter promocional e comentários anônimos (sem nome completo e/ou e-mail válido)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *