Publicidade

Inicio » Política » Dia Mundial da água – “É indispensável que a educação ambiental esteja na pauta das discussões da frente de revitalização dos rios”, diz o deputado Zé Silva

Dia Mundial da água – “É indispensável que a educação ambiental esteja na pauta das discussões da frente de revitalização dos rios”, diz o deputado Zé Silva

Dia Mundial da água – “É indispensável que a educação ambiental esteja na pauta das discussões da frente de revitalização dos rios”, diz o deputado Zé Silva

No plenário da Câmara dos Deputados, aconteceu na tarde desta sexta-feira (16/03/2018) uma sessão solene em homenagem ao Dia Mundial da água, comemorado em 22 de março, e o lançamento da Frente Parlamentar de Revitalização dos Rios Brasileiros. O evento, que aconteceu no plenário Ulysses Guimarães, teve como autor do requerimento os deputados Zé Silva (Solidariedade-MG) e o deputado Izalci Lucas do Distrito Federal. 
Dia Mundial da água - “É indispensável que a educação ambiental esteja na pauta das discussões da frente de revitalização dos rios”, diz o deputado Zé Silva
Dia Mundial da água – “É indispensável que a educação ambiental esteja na pauta das discussões da frente de revitalização dos rios”, diz o deputado Zé Silva
Entre os convidados, estiveram presentes o Secretário de Agricultura e Desenvolvimento Rural do DF, Argileu Martins, o Coordenador do Fórum Nacional de Comitês e Bacia Hidrográfica, Hideraldo Buch, o Secretário de Inteligência e Relações Estratégicas da Embrapa, Renato Aragão e o Subsecretário de Desenvolvimento Rural da Sead, Marcelo Martins.
O deputado Zé Silva presidirá a Frente Parlamentar que também será composta de deputados de diversos estados e partidos. O principal objetivo do grupo é promover ações, audiências públicas, projetos de lei, indicações e propostas de fiscalização e controle para a integração das diversas políticas setoriais – como a agrícola, energética, industrial, de transporte e urbana.
Zé Silva ressaltou a importância de educação e consciência ecológica da população brasileira para a revitalização dos rios “É indispensável que a educação ambiental esteja na pauta das discussões da Frente, não adianta revitalizar um rio, se a cultura em relação à preservação do meio ambiente não for realizada adequadamente”, explicou.
O  deputado Zé Silva (SD-MG), destacou que 70% das doenças são disseminadas pela água, no entanto menos de 10% do esgoto recebe tratamento adequado no país. “É preciso que as leis sejam melhor cumpridas, para que estados e municípios tenham a sub bacia hidrográfica como uma unidade de planejamento”, disse. Ele pediu mais recursos para a aplicação da lei que estabelece diretrizes para o saneamento básico (Lei 11.445/07).
Em sua fala, o Secretário de Agricultura e Desenvolvimento Rural do DF, Argileu Martins, destacou a importância de combater a expansão urbana desordenada e substituir os sistemas de irrigação convencionais no campo para preservar a água. “O governo do Distrito Federal vai apoiar os produtores rurais a fim de substituir os sistemas de irrigação convencionais por outros mais eficientes e que usem menos água.”, assegurou.
Já o Subsecretário de Desenvolvimento Rural da Sead, Marcelo Martins, destacou a importância do produtor rural na preservação da água “O produtor rural deve ser valorizado e até mesmo remunerado pelos serviços prestados durante o ciclo da água. Ele não utiliza, em sua propriedade, mais que 10% da água que capta das chuvas, durante o ciclo. Ele tem plenas condições de preservar as nascentes, córregos e ser um verdadeiro guardião das águas”, defendeu.
Um relatório da Comissão Mundial de Águas, entidade internacional ligada à Organização das Nações Unidas (ONU), aponta que entre os 500 maiores rios do mundo, mais da metade enfrenta sérios problemas de poluição. O levantamento, feito por especialistas de 95 países, descreve ainda que o futuro é incerto já para as próximas gerações. Essa preocupação estará presente nas principais discussões em torno do 8º Fórum Mundial da Água que acontecerá entre os dias 18  e 23 de março em Brasília.
O  deputado Izalci Lucas , destacou a relevância do  Fórum como oportunidade para reavaliar a gestão hídrica no país e, sobretudo, no DF. “Quem veio para Brasília jamais imaginou que um dia teria de racionar água. Não fizemos nosso dever de casa. O parlamentar lembrou que no cerrado nascem os rios que abastecem as seis principais bacias hidrográficas do país”,conclui

Leia Também

Acesse agora as promoções de passagens de aéreas nos voos de Montes Claros para SP e Porto Seguro

* Por: da redação - 21 de setembro de 2018. Nesta sexta-feria (21/09) é possível …

Aviso: Nossos editores/colunistas estão expressando suas opiniões sobre o tema proposto e esperamos que as conversas nos comentários de artigos do JORNAL MONTES CLAROS sejam respeitosas e construtivas.O espaço de comentários em nossos artigos é destinado a discussões, debates sobre o tema e críticas de ideias, não às pessoas por trás delas. Ataques pessoais não serão tolerados de maneira nenhuma e nos damos ao direito de ocultar/excluir qualquer comentário ofensivo, difamatório, preconceituoso, calunioso ou de alguma forma prejudicial a terceiros, assim como textos de caráter promocional e comentários anônimos (sem nome completo e/ou email válido).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *