PÓS-GRADUAÇÃO PUC MINHAS em MONTES CLAROS

Obtenha mais clientes com a sua ficha do Google
Inicio » Nacional » STF pode julgar pedidos de liberdade de Lula nesta terça

STF pode julgar pedidos de liberdade de Lula nesta terça

STF pode julgar pedidos de liberdade de Lula nesta terça

A 2ª Turma do STF (Supremo Tribunal Federal) pode julgar na manhã desta terça-feira (11) dois pedidos de liberdade do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

STF pode julgar pedidos de liberdade de Lula nesta terça
STF pode julgar pedidos de liberdade de Lula nesta terça

 

Ambos foram colocados na pauta depois de o ministro Gilmar Mendes pedir o julgamento presencial – as análises eram feitas, até então, pelo plenário virtual do tribunal. Caso não sejam avaliados nesta terça, eles entrarão na pauta do dia 25.

No primeiro caso, o pedido de habeas corpus do ex-presidente se justifica pela suspeição do então juiz Sérgio Moro, atual ministro de Justiça e Segurança Pública, que condenou Lula em primeira instância. A defesa questiona a atuação do magistrado durante o processo.

Já no segundo pedido, a defesa do petista diz que o ministro do STJ (Superior Tribunal de Justiça) Felix Fischer não deveria ter julgado o caso sozinho e, sim, levado a discussão à 5ª Turma do STJ no inquérito do triplex do Guarujá.

Segunda instância

O ministro Ricardo Lewandowski, do STF, deve liberar também nesta terça-feira (11) seu voto no habeas corpus coletivo que pode beneficiar todos os presos condenados em segunda instância pelo TRF-4 (Tribunal Regional Federal da 4ª Região). Entre eles, o ex-presidente Lula.

O habeas corpus defende que a súmula do TRF-4 que autoriza a prisão depois de segunda instância de forma automática é inconstitucional. Cada detenção precisaria ser justificada individualmente.

Aviso: Nossos editores/colunistas estão expressando suas opiniões sobre o tema proposto e esperamos que as conversas nos comentários de artigos do JORNAL MONTES CLAROS sejam respeitosas e construtivas.Os espaços de comentários em nossos artigos são destinados a discussões, debates sobre o tema e críticas de ideias, não as pessoas por trás delas. Ataques pessoais não serão tolerados de maneira nenhuma e nos damos ao direito de ocultar/excluir qualquer comentário ofensivo, difamatório, preconceituoso, calunioso ou de alguma forma prejudicial a terceiros, assim como textos de caráter promocional e comentários anônimos (sem nome completo e/ou e-mail válido)



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *