FENICS 2019 - ACI

Obtenha mais clientes com a sua ficha do Google

Inicio » Colunistas » Núbia Istela » Coluna da Núbia Istela – A incompetência do presidente

Coluna da Núbia Istela – A incompetência do presidente

Coluna da Núbia Istela – A incompetência do presidente

Outubro terminou com aquele gosto esquisito na boca. Um dia triste para uma boa parte dos brasileiros, que ainda mantinham a fé e a esperança de um Brasil mais justo, melhor. A sensação era de luto. Apesar de todos os avisos, o país seria entregue a um governo sem preparo e nostálgico por um passado nem um pouco atraente. Pelo contrário, um passado que ficou na história como um momento obscuro do Brasil.

A esperança tem sido cada vez mais escassa, não basta as tragédias naturais, contamos com uma série de crimes ambientais, como o de Brumadinho, negligências, como o que aconteceu com os jovens jogadores de futebol no Rio de Janeiro, “acidentes”, sendo oitenta tiros disparados em um carro de família, crimes e mais violências. Não bastando tudo isso, ainda temos um presidente que tem mostrado, a cada dia que passa, a que veio.

Nos últimos quatro meses de governo, nada tem se aproveitado, nada que possa ser bom de fato, para a população brasileira. Começamos com a proposta da Reforma da Previdência, que veio para violentar os mais pobres, a classe trabalhadora, aquela que mantém a engrenagem do país funcionando. Muitos ainda dormem quanto a isso, depositaram sua esperança nas falácias e mentiras apresentadas por um homem que não tem a menor condição de gerir sua própria casa.

Como tudo que está ruim pode piorar, vieram os cortes nas verbas da educação pública e, mais uma vez, mentiras tem se espalhado para justificar a ação do governo. Os bloqueios atingem desde a educação básica até a pós-graduação. As justificativas para tal, giram em torno do mal-uso do dinheiro em instituições públicas, no entanto, quem frequentou uma escola pública, ou uma Universidade Federal, sabe o quanto ainda falta em sua estrutura. Quando não há mais o que fazer, começam os cortes na alimentação escolar, precisamos lembrar que, para alguns alunos, essa é a única refeição do dia. Depois, o auxílio transporte, sendo que existem pessoas que só conseguem se deslocar por causa dessa ajuda de custo. E, por fim, fornecedores, limpeza, água, luz, segurança, até fechar as instituições. É necessário abrirmos nossos olhos, porque é com educação que conseguimos formar uma nação mais igualitária. A educação é responsável por salvar um país inteiro da ignorância e do caos. E, não sei se vocês perceberam, é a parte mais perseguida pelo atual presidente. Portas se fecham todos os dias para aqueles que não tem condição nenhuma.

A verdade é que, em tão pouco tempo, já viramos piada internacional. A minha preocupação é que temos brasileiros aplaudindo todo esse desmonte em todas as esferas. O discurso de ódio às minorias, a legitimação de crimes por preconceito aumenta e, ainda em breve, poderemos portar armas. Uma vez que o risco das armas de fogo, está ligado intimamente a dois grupos, àqueles que estão iludidos e não sabem o real perigo que elas trazem, e àqueles que querem disparar contra a mulher que disser não a ele, ou contra o torcedor do outro time, por exemplo. Não acredito que esse seja o caminho para acabarmos com violência, pelo contrário, é a porta de entrada para histórias muito piores do que temos vistos.

O que esperamos é que parte da sociedade reaja enquanto ainda não nos perdemos num abismo sem fim. O cenário como um todo não está para brincadeiras, precisamos pesquisar, nos informar e, sobretudo, deixar o conforto do nosso WhatsApp, senão, quando menos esperarmos, a democracia e a liberdade que lutamos tanto para adquirir só existirão nos livros de história.

Núbia Istela
Núbia Istela

Aviso: Nossos editores/colunistas estão expressando suas opiniões sobre o tema proposto e esperamos que as conversas nos comentários de artigos do JORNAL MONTES CLAROS sejam respeitosas e construtivas.Os espaços de comentários em nossos artigos são destinados a discussões, debates sobre o tema e críticas de ideias, não as pessoas por trás delas. Ataques pessoais não serão tolerados de maneira nenhuma e nos damos ao direito de ocultar/excluir qualquer comentário ofensivo, difamatório, preconceituoso, calunioso ou de alguma forma prejudicial a terceiros, assim como textos de caráter promocional e comentários anônimos (sem nome completo e/ou e-mail válido)



Um comentário

  1. Nubia:
    corajosa e destemida.
    Parabéns!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *