Semana Global do Empreendedorismo - CLIQUE AQUI

Últimas Notícias
Turbo Pesquisa - CLIQUE AQUI PARA MIAS INFORMAÇÕES
Inicio » Colunistas » Victor Aragão » Coluna Meio Ambiente em Foco de Victor Aragão – Uma abordagem pelo consumo consciente

Coluna Meio Ambiente em Foco de Victor Aragão – Uma abordagem pelo consumo consciente

Coluna Meio Ambiente em Foco de Victor Aragão – Uma abordagem pelo consumo consciente

Saha e Darnton (2005) constataram em seus estudos envolvendo fundamentos e causas que favorecem empresas a se tornarem ambientalmente corretas, bem como trabalharem na busca pelo consumo consciente, que a maioria desses estímulos não provém de suas próprias vontades em verem um ambiente melhor evoluído quanto às questões ambientais, mas da coação advinda das legislações, organizações governamentais sem fins lucrativos e na possibilidade de ampliação de negócios.

Essas pressões, também exercidas por movimentos isolados de “cidadãos ambientalistas”, favorecem não somente a possibilidade de empresas reverem suas ações e valores, mas proporcionam também que uma nova geração de líderes estejam melhores adaptados, bem como conscientes a levarem princípios declaradamente “verdes” como partes essenciais em suas gerências (COHEN, 2007).

Twitchell (1999) ressalta que o foco na sociedade atual é facilmente perceptível em relação às ações que envolvem a produção, fabricar e consumir o quanto mais, cada vez mais. Sociedade que segundo Kozinets e Handelman (1998), dominam o consumo como componente essencial e pronunciador de suas vidas sociais.

E este termo “consumo” é caracterizado de acordo com Hoolbrook (1987) como a obtenção, utilização, e arranjo de produtos; estes como bens, ocupações, conhecimentos, eventos ou quaisquer associações passíveis de serem adquiridas, utilizadas ou preparadas a oferecerem valores.

Belk (1988) e, Burroughs e Rindfleisch (2002), ressaltam que para o consumo, o principal envolvido, o consumidor, de uma forma multíplice pratica suas atividades no dia a dia de maneira a ir atrás das coisas e não vive por estas. Levando em consideração os diversos objetivos envolvidos por trás da conquista destas, seja no efeito de trocar bens, fornecer orientação e noção ao mundo que o rodeia.

Ainda sobre o consumo, mas este sendo de caráter consciente, Faria (2015) o define como o ato ou efeito de consumir algo de maneira responsável, levando em consideração os resultados possíveis de ocorrer posteriormente, sejam esses positivos ou negativos, tendo-se algo como base comparativa, podendo ser o meio ambiente, lucros para uma empresa ou qualquer outra referência de naturezas semelhantes ou não; que diante da realidade atual, o termo “consciente” envolve uma relação entre os meios social, econômico e ambiental.

 

Victor Aragão
Victor Aragão

 

Aviso

  • • Nossos editores/colunistas estão expressando suas opiniões sobre o tema proposto e esperamos que as conversas nos comentários de artigos do JORNAL MONTES CLAROS sejam respeitosas e construtivas.
  • • Os espaços de comentários em nossos artigos são destinados a discussões, debates sobre o tema e críticas de ideias, não as pessoas por trás delas. Ataques pessoais não serão tolerados de maneira nenhuma e nos damos ao direito de ocultar/excluir qualquer comentário ofensivo, difamatório, preconceituoso, calunioso ou de alguma forma prejudicial a terceiros, assim como textos de caráter promocional e comentários anônimos (sem nome completo e/ou e-mail válido)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *