Casa das Apostas Online Betway

Últimas Notícias

Curso Instalador Energia Solar

Arquivos de Tags: cultura

Montes Claros – População pede investimento para cultura

Montes Claros - População pede investimento para cultura

Montes Claros -  Câmara de Vereadores de Montes Claros promoveu na noite da última quinta-feira (31/10), audiência pública para reivindicar investimentos para a cultura do município. De acordo com a legislação, 1,6 do IPTU arrecadado deve ser investido neste setor, contudo, o recurso não foi destinado para os projetos escolhidos através de edital. O evento foi de iniciativa do Vereador Daniel Dias (PCdoB).

Leia Mais »

Montes Claros – Seminário estimula cultura empreendedora em escolas de Montes Claros

Montes Claros - Seminário estimula cultura empreendedora em escolas de Montes Claros

Montes Claros – Seminário estimula cultura empreendedora em escolas de Montes Claros Montes Claros – Será realizado nesta quarta-feira (30), em Montes Claros o Seminário de Educação Empreendedora – Foco na Inovação.  Um evento gratuito para inspirar, estimular e despertar o educador a agir de forma empreendedora e disseminar a cultura nas instituições e ensino. O seminário é promovido pelo Sebrae …

Leia Mais »

Ultimas atrações da 21ª Mostra de Cinema de Tiradentes

Ultimas atrações da 21ª Mostra de Cinema de Tiradentes

Ultimas atrações da 21ª Mostra de Cinema de Tiradentes Vencedores serão conhecidos no sábado, às 22h30; cerimônia vai revelar também os ganhadores do Troféu Barroco nas categorias Foco e Olhos Livres, além das escolhas do Júri Popular e do Prêmio Helena Ignez   A sexta-feira, penúltimo dia da 21a Mostra de Cinema de Tiradentes, reservou  muitas atividades para o público. A …

Leia Mais »

Entrevista – Sergio Ricardo; Diretor do filme “Bandeira de Retalhos”

Sergio Ricardo; Diretor do filme “Bandeira de Retalhos”

Entrevista – Sergio Ricardo; Diretor do filme “Bandeira de Retalhos”   Em 1967 ele  quebrou um violão no palco e jogou na platéia, era o Festival de Musica da Record. Depois, mais de uma dezenas de discos lançados e incontáveis   trilhas para cinema e televisão (Glauber Rocha, Dias Gomes…), trilhas para o teatro (Gianfrancesco Guarnieri, Ziraldo…) muitos filmes,  livros muito …

Leia Mais »

Entrevista – Babu Santana; Ator homenageado na 21ª Mostra de Cinema de Tiradentes

A primeira aparição de Babu nas telas se deu no filme-fenômeno Cidade de Deus (2002), mas foi com Uma Onda no Ar (2002) e As Alegres Comadres (2003) que ele passou a chamar atenção. Diversos títulos se seguiram, como O Homem do Ano (2003), Quase Dois Irmãos (2004) e Estômago (2007), entre vários outros. Em 2014, Babu engordou 15kg para encarnar o cantor Tim Maia na cinebiografia homônima. “Babu foi um Tim empenhado em parecer Tim, visualmente e na performance, procurando o realismo de sua imagem, o acordo entre cinema e a vida motivadora do filme”, comenta o curador Cleber Eduardo. A escolha por Babu Santana se deve especialmente pela trajetória singular do ator, nascido em dezembro de 1981 no Rio de Janeiro. Na maior parte dos filmes nos quais atuou, Babu fez personagens de vivências marginais ou policiais enfezados. “Quase toda sua filmografia lida com narrativas situadas em ambientes em atrito e de risco, com marcas de desigualdade social brasileira. Adilson Cardoso: Alexandre da Silva Santana, porquê Babu Santana? Babu Santana: Bicho, Babu vem desde a adolescência, tinha fama de brigão na escola e a galera me chamava de babuíno pela valentia e sede de intrigas. Quando comecei a tomar juízo diminuíram para Babu e assim o sobrenome do Alexandre se juntou a ele. AC: Como nasceu a vontade de atuar, como surgiu o ator Babu Santana? BS: A vontade foi desde sempre, mas omeçou nos teatrinhos da escola lá pelos 12 anos de idade. Quando fiz 17 anos me falaram para colar com o grupo Nós do Morro que eles teriam alguma coisa para mim, eu era visto como talentoso. Seis meses depois eu estava no elenco de “Abalou “ um musical Funk. Em seguida me convidaram para fazer algumas peças, “Colagem” “Noites do Vidigal” “Burro em Sabo e uma noite de Verão” depois de disso não parei mais. AC: Do Teatro para o cinema como é que aconteceu? BS: A primeira experiência no cinema foi em 2001 quando fui convidado para fazer um curta metragem. Acho que me sai bem e em 2002 veio “Uma onda no ar” com o prêmio de melhor ator coadjuvante no Festival de Cinema de Varginha. Mas ainda em 2002 fiz parte do elenco de Cidade de Deus. AC: Além do Teatro e cinema, você também Fez muitas coisas na toda poderosa Rede Globo, pode citar algumas? BS: Claro, apesar de ser vários papéis, cada um tem um significado diferente, tem um sabor diferente. Fiz minha estréia na Globo em Malhação em 2001, depois veio Sabor da Paixão, Carga pesada, Da cor do Pecado, fiz a Diarista, Cidade dos Homens e... Por ai foi uma porrada de papéis. AC: De todos os papéis interpretados por você, tem algum que destacaria, que mais dificultou o laboratório, mais se esforçou para fazer. BS: Sem duvida foi o Tim Maia. Sempre fui muito fã dele, herdei do meu pai o amor pela musica do Tim Maia, ele tem uma importância muito grande na minha vida, por isso cheguei me arrepiar ao receber o convite para fazê-lo. Me deu tremedeira no corpo porque eu me identifico muito. Para ele, não existe branco ou negro. Somos todos negros. Essa coisa me estremece. Foi muito especial ter feito este filme

Entrevista – Babu Santana; Ator homenageado na 21ª Mostra de Cinema de Tiradentes A primeira aparição de Babu nas telas se deu no filme-fenômeno Cidade de Deus (2002), mas foi com Uma Onda no Ar (2002) e As Alegres Comadres (2003) que ele passou a chamar atenção. Diversos títulos se seguiram, como O Homem do Ano (2003), Quase Dois Irmãos …

Leia Mais »