Inicio » Minas Gerais » Triangulo Mineiro » MG – Taxista e atropelado é enforcado com cinto e atropelado até a morte

MG – Taxista e atropelado é enforcado com cinto e atropelado até a morte

MG – Taxista e atropelado é enforcado com cinto e atropelado até a morte

MG - Taxista e atropelado é enforcado com cinto e atropelado até a morte
MG – Taxista e atropelado é enforcado com cinto e atropelado até a morte

Um taxista foi enforcado e atropelado até a morte durante um assalto em Uberaba, no Triângulo Mineiro, na madrugada deste sábado (4). Uma dupla de jovens, de 18 e 20 anos, foi presa pela Polícia Militar (PM) suspeita de cometer o crime. Toda a confusão teria começado no fim da noite dessa sexta-feira (3), no bairro Santa Maria, quando o motorista José dos Santos Marques Barbosa, de 62 anos, foi abordado pelos suspeitos para a realização de uma viagem até a cidade Água Comprida, também no Triângulo.

VIATOTAL

ViaTotal

///////////////////////////

.

No meio do caminho, porém, na rodovia MG-427, a dupla anunciou o assalto e rendeu o taxista, ordenando que ele entrasse em uma estrada de terra para que fosse abandonado no local. Já na zona rural, na versão dada pelos próprios suspeitos à polícia, a vítima tentou reagir o assalto os três entraram em uma luta corporal.

Neste momento, um dos autores retirou o cinto de sua calça e enforcou o taxista. Em seguida o jogou no meio da estrada de terra e passou com o veículo, em cima dele, por pelo menos duas vezes. Após constatarem que Barbosa havia morrido, jogaram o corpo dele em uma lavoura de milho. Em seguida, fugiram do local e dirigiram em direção até a Água Comprida, na mesma região, onde pretendiam realizar um outro assalto.

Prisão

Quando estavam já próximo a Água Comprida, o táxi estragou e eles tiveram que abandonar o carro. Mas, mesmo assim, seguiram até a cidade para realizarem um novo assalto. Só que, enquanto a dupla fazia uma averiguação de possíveis vítimas, os militares do município desconfiaram da atitude deles e os abordaram.

Durante a batida policial, os policiais encontraram a chave de um carro e foi aí que os dois confessaram que haviam roubado um veículo em Uberaba. Só que não confessaram o assassinato, em um primeiro momento.

“Os militares foram até onde o táxi estava. Realizaram uma consulta do veículo e descobriram que este não havia nenhuma queixa de roubo. Isso trouxe desconfiança e ao interrogar os suspeitos mais uma vez, eles acabaram confessando o homicídio. Contaram toda a crueldade do crime”, disse um investigador do caso.

Com a confissão, os suspeitos foram encaminhados para a Delegacia de Plantão de Uberaba, onde ainda estão sendo ouvidos. Com eles, além da chave do veículo, a polícia apreendeu também cinco celulares e uma carteira, que seria da vítima, com R$ 121.

“Eles disseram que pegaram esse dinheiro com o taxista e também três celulares com ele. Os dois ainda estão prestando depoimento e ainda não disseram o que pretendiam fazer com o dinheiro e com o carro”, disse o investigador.

A dupla, após ser ouvida, deverá ser encaminhada ao presídio de Uberaba.

VIATOTAL

ViaTotal

///////////////////////////

------------------------------------------------------------------------

Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o site do Jornal Montes Claros


------------------------------------------------------------------------

------------------------------------------------------------------------

Leia Também

Cultura Moc - Festa Nacional do Pequi começa na próxima semana

Cultura Moc – Festa Nacional do Pequi começa na próxima semana

Compartilhar no WhatsApp* Por: Jornal Montes Claros - 10 de dezembro de 2016.Cultura Moc – …


Aviso: nossos editores/colunistas estão expressando suas opiniões sobre o tema proposto, e esperamos que as conversas nos comentários sejam respeituosas e construtivas. O espaço abaixo é destinado para discussões, para debatermos o tema e criticar ideias, não as pessoas por trás delas. Ataques pessoais não serão, de maneira nenhuma, tolerados, e nos damos o direito de excluir qualquer comentário ofensivo, difamatório, calunioso, preconceituoso ou de alguma forma prejudicial a terceiros, assim como textos de caráter promocional e comentários anônimos (sem um nome completo e email válido).