Inicio » Colunistas » Aldeci Xavier » Coluna do Aldeci Xavier – Preto no Branco

Coluna do Aldeci Xavier – Preto no Branco

Coluna do Aldeci Xavier – Preto no Branco

PT ADMITE ACORDO
A coluna mais uma vez sai na frente e traz informação de que o PT de Montes Claros, sem opções na disputa pela prefeitura, já admite coligação na majoritária, inclusive abrindo mão da cabeça de chapa. A informação foi colhida por este jornalista junto a integrante da cúpula da agremiação. A este respeito, vale lembrar que os petistas têm como única opção na disputa de igual por igual o nome do deputado estadual Paulo Guedes, que já deixou bem claro que não será candidato. O partido chegou a apresentar como opções os nomes do professor Petronilho Narciso, do ex-vice-prefeito Sued Botelho e do vereador Eduardo Madureira. Pela grandeza da agremiação, que é a segunda maior do País, ficando atrás somente do PMDB, é um risco muito grande lançar por lançar candidato sem expressão eleitoral numa disputa majoritária.

REUNIÃO NÃO EVOLUIU
Para se ter ideia do real momento que vem passando o PT de Monte Claros, basta dizer que na reunião realizada nesta segunda-feira (20), no auditório da Câmara Municipal, seria discutido tanto os nomes na disputa proporcional, como majoritária. A ausência do principal líder do partido, deputado Paulo Guedes, impediu avanço nas discussões, ficando definido apenas que até o dia 12 de julho estarão abertas as inscrições para que os pretensos candidatos oficializem o pedido. Após este prazo, acontecerá nova reunião para discutir aliança na proporcional e na majoritária.

GUEDES É QUE DECIDIRÁ
A ausência do deputado estadual Paulo Guedes na reunião do PT de Montes Claros, segunda-feira (20), era mais do que previsível. Na prática, os integrantes da agremiação no município é que não querem enxergar. O parlamentar não compareceu porque não quer se comprometer, já que a decisão na disputa majoritária em Montes Claros será discutida entre o parlamentar e o governador de Minas, Fernando Pimentel.

PLANTANDO NOTÍCIA
Ultimamente, temos alertado aos leitores e às pessoas que transitam no mundo político em relação ao comportamento de setores da própria imprensa do município, que, sem qualquer compromisso com os fatos, têm se preocupado em plantar notícia para atender interesses diversos que preferimos não entrar no mérito. Na terça-feira, a direção do PSB de Minas apresentou relatório em relação à situação do prefeito afastado Ruy Muniz, bem como a situação da direção do partido em Montes Claros. Como haviam plantado informações em relação aos dois assuntos, preferiram não tocar no assunto. Ao invés da expulsão anunciada, o que se viu foi a comissão de acompanhamento manifestar de que não viu nenhum motivo para expulsão.

CONTINUA SENDO CANDIDATO
Não precisa ter bola de cristal para afirmar que a indicação da advogada e ex-procuradora de Montes Claros, Marilda Marlei Barbosa Oliveira, foi sim uma forma de o presidente estadual do PSB, Márcio Lacerda mostrar seu posicionamento em relação ao município, dando ao prefeito afastado, Ruy Muniz o direito de indicar a direção do partido. Na prática, a única mudança em relação à Comissão Provisória anterior é que o chefe do executivo se afastou, colocando em seu lugar a advogada que é pessoa da sua irrestrita confiança. Isso sem contar que, como vogal, foram indicados os vereadores Fábio Neves e Irmão Waldiney. O resultado é que o prefeito só não será candidato se não quiser.

NEWTON CARDOSO
No ninho peemedebista, tanto da capital mineira como em Brasília-DF, é tida como certa a participação do deputado federal Newton Cardoso Júnior no staff ministerial do presidente em exercício, Michel Temer. O acerto teria ocorrido no início desta semana, mais precisamente na segunda-feira, durante encontro entre Temer e o ex-governador Newton Cardoso, pai do parlamentar. Mesmo que seja confirmado o entendimento, a divulgação só deve acontecer a partir da segunda quinzena de julho.

LONTRA
Pelo andar da carruagem, tudo indica que na disputa pela prefeitura do município de Lontra, nem o atual prefeito, Evando Gonçalves (PSB), nem o ex-prefeito Ildeu Pinto (DEM) deverão enfrentar as urnas, em face a pendências jurídicas. Até o momento, a informação é de que a disputa ficará entre o atual vice-prefeito, Wendel Alves Oliva (PT), e o empresário na área de material de construção, Denival Macarrão (Solidariedade).

Por Aldeci Xavier

Aldeci Xavier
Aldeci Xavier

------------------------------------------------------------------------

Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o site do Jornal Montes Claros


------------------------------------------------------------------------

------------------------------------------------------------------------

Leia Também

Temer sanciona com veto lei que repassa custos do Fies com bancos para faculdades

Temer sanciona com veto lei que repassa custos do Fies com bancos para faculdades

Compartilhar no WhatsApp* Por: Jornal Montes Claros - 2 de dezembro de 2016. Temer sanciona …


Aviso: nossos editores/colunistas estão expressando suas opiniões sobre o tema proposto, e esperamos que as conversas nos comentários sejam respeituosas e construtivas. O espaço abaixo é destinado para discussões, para debatermos o tema e criticar ideias, não as pessoas por trás delas. Ataques pessoais não serão, de maneira nenhuma, tolerados, e nos damos o direito de excluir qualquer comentário ofensivo, difamatório, calunioso, preconceituoso ou de alguma forma prejudicial a terceiros, assim como textos de caráter promocional e comentários anônimos (sem um nome completo e email válido).